Arquivo do autor:O Arauto da Chapada

Artigo – Divórcio dos Filhos


divorcio-blog

ARTIGO – DIVÓRCIO DOS FILHOS

Um dia desses estava conversando com um pastor e este, quase às lágrimas, compartilhou sua tristeza com o divórcio da filha. Falou também do seu sofrimento em relação a ausência do pai de seu netinho. O quanto sofre em saber e perceber claramente a falta que o netinho sente do pai e como isto o tem afetado. Billy e Ruth Graham também experimentaram este dissabor.

Com as facilidades para o divórcio e por viver numa sociedade onde os valores são cada vez mais relativos e o estilo de vida individualista, vimos que só faz aumentar o número de divórcio em nosso meio. A igreja não está imune a este problema.

O divórcio afeta todos na família. Não somente os cônjuges e filhos sofrem com o impacto do divórcio, mas também os pais, amigos, parentes. Especialmente se os pais, amigos e parentes tem os valores cristãos como norteadores de seu estilo de vida.

Não deve ser fácil lidar com o divórcio dos filhos. Pesquisei na internet e quase nada há escrito neste sentido.

Não posso escrever, por experiência própria, pela graça de Deus. Mas creio que ouvindo histórias diversas pelas igrejas que ministramos e na própria vivência de aconselhamento e terapia, podemos dar algumas sugestões para os pais que experimentam esta triste realidade.

Pais que tem filhos passando pela experiência do divórcio devem tomar muito cuidado para não acirrar ainda mais os ânimos dos cônjuges envolvidos.

Não existe “divórcio bom”. Por mais amigável que seja, é sempre um combustível para alimentar a raiva dos cônjuges. Os pais destes devem ter muito cuidado neste sentido. Devem procurar amenizar a ira, a raiva no coração do filho ou da filha envolvida.

Por outro lado, não devem, cremos, tomar partido. Ser solidário ao filho envolvido é algo louvável, mas num divórcio há uma parcela de responsabilidade por parte de ambos. Costumamos afirmar que nos conflitos conjugais os dois estão certos e errados ao mesmo tempo. Achar que a filha é uma santa ou que o genro é cem por cento responsável pelo divórcio é uma grande inverdade.

Filhos que se divorciam, os pais devem saber que eles já são adultos. Podem sofrer com a situação, mas devem sempre lembrar que são adultos e responsáveis pelos seus atos. Suas vidas continuarão a ter um caminho próprio.

Muitas vezes, o que se vê é o filho ou a filha divorciada voltar para a casa dos pais. Esta volta pode ser uma realidade, mas antes devem considerar outras possibilidades. Um filho ou filha divorciada que volta para casa não é a mesma daquela que partiu na época do casamento. Os pais devem estar cientes deste fato.

Por outro lado, se há crianças envolvidas os avós podem ajudar, mas sabendo que não ocuparão o lugar da mãe ou do pai ausente. Devem saber que continuarão sendo avós e não pai ou mãe da criança dos pais separados.

Este amigo que teve sua filha envolvida com o divórcio e ajuda na criação do neto contou o quanto é difícil dizer sempre para o neto que ele não é o pai, mas o vovô. Deve ser muito difícil esta atitude, mas é a melhor a seguir.

Por último, jamais deixar de orar. A oração é o melhor instrumento para amenizar as dores de um divórcio no coração de todos, inclusive a dos pais dos cônjuges envolvidos.

*****
Por: Gilson Bifano

Obrigado pela leitura deste Post. Visite a Página InicialCLIQUE AQUI

Anúncios

Artigo – Abuso Sexual – Um Alerta


 Artigo_ABUSO SEXUAL – UM  ALERTA
abuso-sexual-de-menores

Um frio me percorre a alma e sinto uma dor no coração quando ouço ou leio a respeito de notícias sobre abuso sexual a crianças e adolescentes.

Mas isto é um fato; não temos como e não podemos fugir dele. Como psicoterapeuta ou conselheira, tenho constatado o quanto isto é concreto e sério.

Marcas indeléveis ou até mesmo incuráveis são deixadas em muitas almas de crianças frágeis, indefesas e inocentes que se tornam adultos profundamente infelizes e cheios de culpa por algo que não puderam evitar.

Torna-se cada vez mais gritante a necessidade de falarmos sobre o assunto, pois os abusos sexuais acontecem dentro de nossas próprias casas, numa proporção muito maior do que imaginamos praticados por pessoas com personalidades doentias, que podem ser empregadas domésticas, tios, padrastos, amigos próximos, avós e até mesmo pais.

Precisamos proteger nossas crianças e a forma mais eficaz é a orientação. Com linguagem simples e clara precisamos dizer a nossos filhos e filhas que ninguém tem o direito de tocar as partes íntimas de seus corpos e que beijinhos só podem ser dados no rosto.

As pessoas que abusam sexualmente das crianças geralmente são “boazinhas” demais com elas na frente dos outros; quando sozinhas, são chantagistas e ameaçadoras, proibindo a criança de falar sobre o que acontece com os outros, sob pena de passar por mentirosa. No entanto, o índice de crianças que mentem sobre esta questão é muito pequeno. Infelizmente, na maioria das vezes, é verdade e quando ela chega a falar sobre o assunto é porque está no limite do medo, da culpa e da dor.

Alguns sintomas podem ser observados e devem servir de alerta: insônia, pesadelos, medo, tristeza, déficit de aprendizagem, agressividade, problemas com a alimentação, aversão a adultos e masturbação estão entre eles.

Ao descobrir o abuso, os pais devem ter calma, mas agir. A criança vai precisar de proteção, amor e carinho. Nunca se deve criticar a criança ou acusá-la do ocorrido – ela não tem culpa. Os pais também não devem se sentir culpados, pois isso não vai ajudar em nada; se não puderem lidar com o assunto, que busquem ajuda profissional para si e para a criança, para ajudar a superar o trauma. A ABRAPIA mantém um telefone disponível para casos de denúncia: (0800) 99 0500.

Geralmente a tendência é ninguém falar nada sobre o abuso para evitar constrangimentos. Mas é necessário falar. A pessoa precisa saber que não está mais no anonimato, que precisa de tratamento psicológico ou até mesmo psiquiátrico, que o que fez não é normal, não é certo e que fez feridas profundas na vida de pessoas. É preciso coragem e determinação para falar, pois se continuar, mais cedo ou mais tarde, molestará outras crianças.

Quem sabe, se fizermos um esforço, conseguiremos enxergar muitas coisas que não queremos ver dentro de nossas casas ou de nossas igrejas.

“O que tem ouvidos para ouvir, ouça”!

Por: Psic. Elizabete Bifano

Obrigado pela leitura deste Post. Visite a Página InicialCLIQUE AQUI

023 – ENCONTRANDO PAZ NAS TRIBULAÇÕES


TEXTO: Apocalipse 3.8-9 – TEMA: ENCONTRANDO PAZ NAS TRIBULAÇÕES – 023

 joão“Conheço as tuas obras- eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta, a qual ninguém pode fechar – que tens pouca força, entretanto, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome. Eis farei que alguns dos que são da sinagoga de Satanás, desses que a si mesmos se declaram judeus e não são, mas mentem, eis que os farei vir e pros­trar-se aos teus pés e conhecer que eu te amei.” (Ap 3.8,9.)

O apóstolo João foi uma das figuras mais importantes do cristianismo primitivo. Dedicado, ele conquistou lugar entre as discípulos mais íntimos de Jesus. Flexível, permitiu que Deus o transformasse de “filho do trovão” em “apóstolo do amor”. Produtivo, escreveu um evangelho, três cartas e o livro de Apocalipse, abençoando milhões de leitores.

Já idoso João viu-se exilado na ilha de Patmos, onde recebeu uma revelação de consolo para as igrejas atribuladas. Na verdade, a visão acabou trazendo conforto para o próprio apóstolo, que também estava sendo perseguido. Semelhantemente, aquilo que Deus lhes prometeu tem aplicação para a nossa vida.

Quando um avião é surpreendido por tempestades, eleva-se a maiores alturas, pois o piloto sabe que acima das nuvens o sol continua a brilhar. E quanto a nós? Será que podemos ascender até o ponto de vista de Deus, encarando as adversidades de cima e encontrando paz? Sim, e é isso o que o Apocalipse nos ensina. Tal como João e seus contemporâneos, descobrimos que é possível encontrar paz nas tribulações.

I – ENCONTRAMOS PAZ NAS TRIBULAÇÕES QUANDO LEMBRAMOS QUE JESUS NOS CONHECE

Eis uma verdade maravilhosa: talvez não sejamos populares na terra, mas nos tornamos famosos no céu! O cristão mais humilde não é um estranho para Jesus. O Senhor declarou: “Conheço as tuas obras”. Ele disse também: “Sei que tens pouca força, entretanto, guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome”. Nada do que João e seus irmãos estavam fazendo ou experimentando passava despercebido aos olhos de Deus.

Jesus conhece as nossas obras. Ele atenta para tudo o que fazemos, e não deixará nosso esforço sem recompensa. Não desanime quando se deparar com a ingratidão. Não desista quando suas contribuições parecerem insignificantes. Lembre-se de que Deus está observando, “para retribuir a cada um segundo as suas obras” (Ap 22.12).

Jesus conhece a nossa pouca força. O Senhor está ciente dos nossos limites. Ele não permitirá que enfrentemos provações acima do que podemos suportar. Promete-nos o seu socorro, bem como o seu livramento. Ele realmente cuida de nós.

Jesus conhece a nossa fidelidade. Ele valoriza o fato de que guardamos a sua palavra e não negamos o seu nome. As vezes nossa fé nos custa um alto preço; porém, não é nada que se compare ao sacrifício do Salvador. Não hesitemos, pois, em testemunhar.

Quando você se lembra de que Cristo o conhece, experimenta paz em meio às provações. Recorda-se de que ele o consola, ajuda, fortalece e recompensa. Tal lembrança enche você de coragem e esperança. Não se esqueça: você pertence ao circulo exclusivo dos amigos de Jesus! Nenhum outro privilégio se compara a isso.

II – ENCONTRAMOS PAZ NAS TRIBULAÇÕES QUANDO LEMBRAMOS QUE JESUS TEM POSTO UMA PORTA ABERTA DIANTE DE NÓS

“Eis que tenho posto diante de ti uma porta aberta”, disse o Mestre. Ele afirmou isso para que soubéssemos que existem caminhos desimpedidos à nossa frente. Assim como João haveria de alcançar a vitória apesar das perseguições, nós também podemos estar certos de que o Senhor nos conduzirá em triunfo (2 Co 2.14). Tal certeza não deve nos abandonar, mesmo que passemos por dificuldades.

Alguns países do hemisfério norte têm seus mares congelados durante o rigoroso inverno. Isso representa um problema para os navios, os quais ficam impedidos de chegar aos portos por causa da crosta de gelo. O que fazer? É aí  que entram em ação os navios quebra-gelo. Eles são projetados especialmente para romper as barreiras de gelo e neve, abrindo um caminho seguro pelo qual as outras embarcações possam passar.

De modo semelhante, Jesus tem estabelecido à nossa frente um caminho seguro. Para fazer isso ele entregou a própria vida, quebrando todas as barreiras, enfrentando e vencendo a morte. Os portais do céu estão abertos para os que se entregam a Cristo. Os acessos a uma vida abundante são franqueados aos que o acompanham. Devemos observar o caminho que Jesus abre à nossa frente e segui-lo de perto, com toda a fidelidade.

Quando lembramos que o Senhor colocou diante de nós uma porta aberta, nossas forças são renovadas. Afinal, ele é “o santo, o verdadeiro, aquele que tem a chave de Davi, que abre, e ninguém fechará, e que fecha, e ninguém abrirá” (Ap 3.7). Quem poderá obstruir uma porta que Jesus abriu? Prossigamos, pois, com ousadia.

III – ENCONTRAMOS PAZ NAS TRIBULAÇÕES QUANDO LEMBRAMOS QUE JESUS NOS AMA

A certeza de que somos amados pelo Filho de Deus nos dá firmeza para vencermos qualquer aflição. João (o discípulo amado) sabia disso. Ele se achava exilado numa ilha rochosa por pregar o evangelho. Seus amigos estavam sendo perseguidos em todo o império pela mesma razão. Entretanto, o apóstolo não tinha dúvida de que o Senhor os amava. Essa confiança fazia com que ele mantivesse a serenidade e seguisse adiante.

Chegará um dia em que os nossos adversários saberão o quanto Deus nos quer bem. “Eis que os farei vir e prostrar-se aos teus pés e conhecer que eu te amei”, prometeu Jesus. Os que haviam sido humilhados serão exaltados, e seus perseguidores se cobrirão de vergonha. O fato de passarmos por aflições não significa que Deus não se importa conosco. Pelo contrário: ele nos ama, e assegura-nos que um dia todos saberão disso.

A promessa do Salvador é maravilhosa. Contudo, ainda que seja desejável que o mundo saiba que Jesus nos ama, é infinitamente mais importante que nós mesmos saibamos disso! Em momentos difíceis, talvez nos peguemos questionando o amor do Senhor. Entretanto, não deveríamos duvidar daquele que ousou morrer em nosso lugar. Outras convicções até poderão nos abandonar, mas não a certeza do amor de Deus.

Conta-se que o pregador Dwight Moody mandou instalar, na frente do seu púlpito, letras iluminadas a gás formando a frase “Deus é amor”. Certa noite, um mendigo que passava diante do templo olhou pela porta e viu as letras incandescentes. “Não, isso não pode ser verdade”, disse para si mesmo. “Deus não pode me amar, pois não passo de um pecador”. Entretanto, a frase parecia brilhar perante seus olhos com palavras de fogo. Durante toda a semana, não foi capaz de esquecê-la.

No domingo seguinte, ele foi até o templo, sentou-se num dos últimos bancos e ficou a encarar as letras que teimavam em não sair de sua mente. Não ouviu a mensagem; contudo, quando o culto terminou, Moody foi encontrá-lo, sentado no mesmo lugar, chorando como uma criança. O pregador então lhe expôs o evangelho e conduziu-o a uma decisão ao lado de Cristo. Inicialmente, aquele homem reagira contra a possibilidade de que o Senhor pudesse amá-lo. Ao final, porém, tal certeza transformou o seu viver.

Muitas coisas tentarão dizer-nos que Deus não nos ama. Todavia, não existe nada tão certo em todo o Universo quanto o amor do Senhor por nós. Nunca devemos nos esquecer de que ocupamos um lugar especial no coração do Criador. Essa convicção deve falar mais alto em nossos passos do que qualquer adversidade. Ela irá encher de paz a nossa alma e guiar-nos, como um farol, no rumo da vitória.

Tribulações fazem parte da vida. É possível que você, agora mesmo, esteja passando por uma delas. Contudo, a Palavra de Deus é categórica ao nos afirmar que, com Cristo, somos capazes de vencer as adversidades. Na Bíblia o Senhor deixou registrada a seguinte promessa: “Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel” (Is 41.10).

CONCLUSÃO

Lembre-se: Jesus conhece você, tem colocado uma porta aberta à sua frente, e o ama com um amor infinito. Se você conservar os olhos fixos nessas verdades, encontrará paz nas tribulações. Como Pedro – que foi capaz de andar sobre as águas enquanto olhou para Cristo – você se colocará acima das tempestades, e desafiará o ímpeto dos furacões.

A fé é a arma que Deus nos confiou para fazer frente às adversidades. É a força que nos move para perto do Criador. É a bússola que nos orienta quando tudo parece incerto. É a razão da nossa coragem, o motivo do nosso louvor, o segredo da nossa paz, o crivo da nossa salvação. “Sem fé é impossível agradar a Deus.” (Hb 11.6.) Mire-se no exemplo de João, dos cristãos primitivos e de todos aqueles  que deixaram lições de fé. Você será mais que vencedor, em nome de Jesus.

Obrigado pela leitura deste Post. Visite a Página InicialCLIQUE AQUI

022 – LEVANTE A CABEÇA – ESTÁS LIVRE!


TEXTO: LUCAS 13:10-17 (A MULHER ENCURVADA) – TEMA: LEVANTE A CABEÇA – ESTÁS LIVRE! – 022

encurvada Infelizmente, muitos crentes estão vivendo como os escravos. O preço já foi pago, todos os requisitos legais foram preenchidos. Deus aceitou a “a proclamação da emancipação” feita por Jesus no Calvário, quando disse: “Está consumado“. Em Cristo, fomos libertos para sempre! Nós não somos mais escravos de nossos pecados, nosso passado, nossa culpa, ou qualquer outra coisa que poderíamos citar. No entanto, ainda vivemos em cativeiro porque não aceitamos a liberdade disponível para nós em Jesus.
Esta passagem é sobre como Jesus pode nos libertar. Quando observamos Ele libertar esta mulher doente da escravidão de sua doença, temos uma imagem do que Ele pode fazer por nós, se chegarmos a ele. Talvez hoje seja o dia em que você identificará o que te prende e você se livrará dele para sempre!                            Vamos analisar o texto e extrair algumas aplicações para nós outros.

1- Esta mulher sofria com uma dor física severa. Seu corpo estava encurvado. Certamente, cada dia era uma luta para ela. Ela encontrava-se em uma condição física que a impedia de olhar para cima. Ela não poderia, por sua própria força, superar sua condição.

           Infelizmente, muitos têm se encontrado em um estado espiritual em que não podem olhar para cima também! Totalmente incapazes de ver além do tormento que estão experimentando em suas vidas.

2 O versículo 16 nos permite saber que esta mulher era uma israelita,uma crente no Deus altíssimo. No entanto, ela está sob o ataque do diabo! Satanás se utilizou de algum trauma, problema emocional e colocou está mulher numa prisão de enfermidade física por 18 anos. O texto não deixa claro que houve ali um exorcismo.Ela não estava possuída por demônios, ela estava oprimida por demônio!

          Mesmo as pessoas salvas podem ser atacadas pelo diabo.  O ponto aqui é que os crentes podem estar sob a opressão do inimigo. Dentro de uma prisão. Ele vai procurar maneiras de prender as nossas vidas e impedir-nos de ser tudo o que Deus quer que sejamos.
          O que tem prendido você esta noite? Pecado? Amargura? Tentação? Ódio? A falta de perdão? Culpa? Vício? Luxúria? Inveja? Ganância? Religião? Medo? Preocupação? Finanças? A lista poderia continuar, mas o fato é, tudo e qualquer coisa, até mesmo as coisas boas da vida podem ser usadas pelo inimigo para prender, dificultar e devastar a nossa vida, se nós permitimos!

3- Apesar de oprimida pela enfermidade esta mulher não abandonou  Deus e a sua Igreja (Sinagoga). Para mim, ela é uma das imagens mais poderosas de fé e fidelidade no Novo Testamento. Ela estava nesta condição por 18 anos! Se ela foi à sinagoga todos os sábados durante os 18 anos, ela participou de cerca de 1.000 reuniões lá. Ela esteve doente por 18 anos. Ela não foi curada, ainda assim ela acredita em Deus! Ela ora, mas, mesmo quando parece que Deus não vai responder, ela permanece fiel. Ela vai para os cultos, a despeito do fato de que alguém poderia pensar algo sobre ela.

           Meu irmão eu não sei há quantos anos duram sua luta, sua tribulação ou crise, mas uma coisa eu sei: Deus não te abandonou! Continue firme: lendo a Palavra, ofertando e dizimando, participando das celebrações, freqüentando assiduamente a sua congregação. Permaneça fiel, permaneça confiante. O choro pode durar uma noite (anos, meses, semanas) mas a alegria vem ao amanhecer. A vereda do justo é como a luz da aurora vai brilhando, brilhando até ser dia claro.

4- Quando Jesus a viu, ele a chamou para vir a ele. Quando ela enfrentou seu caminho e foi onde Ele estava, Ele falou com ela. Ele a chamou de “Mulher”. Que palavra de compaixão! Aqui estava uma mulher cuja beleza há muito havia desaparecido. As pessoas não a via como uma mulher, mas como uma aberração, um objeto de repulsa, zombaria, e provavelmente pena. No entanto, Jesus a viu como uma mulher! Outros podem não ter reconhecido a sua importância, mas Jesus reconheceu. Ele a amava como ela era!

          Amado, ninguém em torno de você pode reconhecer o seu valor, mas Jesus reconhece. Ele não te vê pelos problemas que você carrega. Ele não vê você à luz de seu passado, seus problemas ou suas cicatrizes. Ele vê você pelo que você pode se tornar através da Sua graça incomparável! Ele vê o que Ele pode fazer em, para e através de você. Ele te vê como uma pessoa importante, especial e honrada diante dele.

5- Então Ele falou as palavras que deve ter emocionado a sua alma, “estás livre da tua enfermidade”. O que ela tentou e não conseguiu fazer, Jesus fez com uma palavra! O que ela e nem ninguém nunca poderia ter feito, Jesus fez com uma palavra! Jesus atacou a causa do problema. A aflição desta mulher era causada por Satanás. Jesus repreendeu a influência do diabo em sua vida e a libertou!
           Amigo, Ele quer fazer a mesma coisa para você hoje. Ele quer livrá-lo da escravidão da sua dor. Ele quer curar suas cicatrizes emocionais. Ele quer te libertar da dor e da solidão que você sente! Nossos  inimigos, o mundo, a carne e o diabo tem o prazer em nos manter em cativeiro. Porque quando estamos presos, somos inúteis para o Senhor e não podemos contribuir para a obra do seu Reino. Jesus tem um plano para torná-lo livre. Você precisa se chegar até Ele! Seu tempo de andar encurvado, com a cabeça baixa acabou esta noite.

          Eu não sei o que te prende esta noite. Eu não sei com que tipo de passado você está lutando. Eu não sei que tipo de demônios emocionais que assombram o seu dia a dia. Eu não sei sobre os vales e os fardos que tens passado, mas eu sei quem pode trazer paz, vida e liberdade para o teu coração! Eu sei que se você se chegar a Ele a cura acontecerá, a libertação ocorrerá a cores e ao vivo, Ouça o que diz Mateus 11:28, Vamos nesta noite liberar a palavra que vai te libertar de tudo o que dificulta sua vida, de tudo que prende você. Ele não te salvou para deixá-lo em cativeiro. Ele te salvou para te fazer livre, Ouça o que diz João 8:36.

FINALIZANDO: Tudo o que eu disse esta noite foi objetivado para que você saiba que Jesus Cristo se importa com você e Ele tem um plano para ajudá-lo. Ele olha para você e vê o exterior e o interior. Ele te chama para tocar na área que está necessitando de restauração, cura, libertação. Ele quer te libertar de tudo o que te prende hoje. Eu quero que você perceba que Jesus fez o primeiro movimento. Ele a chamou para ir até Ele, versículo 12. Ela respondeu ao seu chamado, veio a Ele e conseguiu a ajuda que precisava.

Ele está chamando você hoje? Existe algo em sua vida que te prende? Alguma dor do passado? Algum pecado secreto ou escondido? Alguma amargura e rancor que tem encravado em seu coração? Talvez você só precise vir a Ele. Ele vai te curar se você vir. Ele vai te salvar se você vir. Ele vai te libertar se você vir. Dê um passo de fé e venha. Milagres acontecerão está noite. O Senhor Jesus declara esta noite: HOMEM ESTÁS LIVRE. MULHER ESTÁS LIVRE. JOVEM ESTÁS LIVRE.

Obrigado pela leitura deste Post. Visite a Página InicialCLIQUE AQUI

Artigo – Não Posso Andar Com Isso!


NÃO POSSO ANDAR COM ISSO! – Artigo

carregando_pesosSem perceber, vamos carregando pesos que a vida nos impõem: culpas do passado, mágoas não resolvidas, medos que não vencemos, escolhas erradas que tomamos. São muitos os fardos que podem se acumular dentro de nós.

O escritor aos Hebreus manda que nos desvencilhemos dos pesos que nos impedem de corrermos a carreira que nos foi proposta por Deus. (Hb 12:1-2) Mas, como será que podemos nos desvencilhar destes pesos?

A primeira resposta pode ser encontrada no próprio verso, onde o escritor nos manda olhar firmemente para o Autor e Consumador da nossa fé, que é Cristo Jesus. Creia que Ele te capacitará a se desvencilhar destes pesos desnecessários que você está carregando.

Uma outra atitude que deve ser tomada, pode ser encontrada na história de Davi, quando este teve que enfrentar o gigante Golias. Saul, o rei, tentou colocar em Davi uma armadura que se tornou um peso para ele. Davi imediatamente tomou uma ação maravilhosa, dizendo: “Não posso andar com isto!” (I Sm 17:38-40).

Quantas são as vezes, em que pessoas ou até mesmo a vida querem colocar sobre nós fardos que não somos obrigados a carregar?

Não se resigne! Não recue! Não se submeta a estes pesos!

Faça como fez Davi, retire estes fardos e pesos do seu coração, por meio da oração, e diga bem alto: Não posso andar com isto!

Que Deus te abençoe e te guarde!

Fonte: Pr. Josenildo Santos

021- PRECIOSAS LIÇÕES DA AMENDOEIRA


TEXTO: Jeremias 1:11-12   TEMA: PRECIOSAS LIÇÕES DA AMENDOEIRA – 021

amendoeira“ E a palavra do Senhor veio a mim: “O que você vê, Jeremias?”  Vejo o ramo de uma amendoeira, respondi. O Senhor me disse: “Você viu bem, pois estou vigiando para que a minha palavra se cumpra”.

Que lições podem ser extraídas deste texto? Um olhar atento revela verdades relevantes para nossa edificação espiritual.

1- A amendoeira tem flores de um branco-rosado, ficando completamente florida na Palestina em janeiro, e seus frutos aparecem em março ou abril. A amendoeira é a primeira árvore a florescer no final do inverno e isto indica que a mudança de estação está chegando. É como se ela vigiasse a chegada da primavera. Se a amendoeira espera a parte final do inverno para começar a brotar indicando a chegada da primavera, Deus também espera o tempo adequado para cumprir suas promessas iniciando um novo tempo em nossas vidas. Ele estabelece tempos na trajetória de nossas vidas para cumprir aquelas coisas que destinou a nós.

2- Outro fato interessante é que Deus usa uma linguagem profética simbólica, ou seja, Ele usa um símbolo (a vara de amendoeira) para deixar uma mensagem clara para o profeta: Eu cumpro o que prometo! Eu sou fiel! Eu estou atento as mudanças de tempos e estações! Eu estou pronto para agir no tempo que Eu determinei! O nome hebraico para amendoeira é “shoked” que significa vigilante. Portanto, Deus usa de uma linguagem simbólica para demonstrar um dos seus atributos mais enfatizado na Bíblia, que é a fidelidade, o fato de agir no tempo certo, nunca estar atrasado. Deus não dorme, é vigilante e cumpre sua palavra! E também se Deus é vigilante como a amendoeira, nós também devemos ser vigilantes como Ele. Devemos vigiar nossas atitudes, vigiar contra o pecado, vigiar o que falamos e vigiar para não cairmos nas armadilhas do inimigo.

3- Durante o inverno todas as folhas da amendoeira secam e caem. Ela parece morrer. Parece estar esquecida. Parece inútil. Assim também sobre nossas vidas chega o inverno. A estação climática mais fria do ano, é o inverno das adversidades, das pressões produzidas pelas crises, pelos problemas e tribulações que enfrentamos.  Nossas vidas ficam com uma aparência de morte, de falência, de crise. O patriarca Jó teve um tempo assim. As folhas da sua vida secaram e caíram. Ele perdeu os filhos, os bens, a saúde e o apoio da própria esposa que lhe sugeriu o suicídio. Mas, algo interessante acontece com amendoeira. Antes que o inverno acabe. Enquanto as demais árvores estão secas e sem frutos, ela floresce. Ela se antecipa à primavera. Ela desperta ainda no inverno. No rigor do inverno de Israel ela floresce. Por isso é tida para os israelitas como símbolo de esperança e restauração. Sl 126.4

É a visão de esperança para seu povo. Meu irmão se tudo a tua volta está seco. Casamento, relacionamentos, projetos, sonhos, sentimentos… Se tudo perdeu a cor, a beleza, a vida ficou sem graça. Tudo parece acabado. Tenha esperança na Palavra de Deus. Você florescerá como a amendoeira. Nada impedirá a tua vitória em Cristo Jesus.

4- A palavra de Deus irá se cumprir, quer os adversários de Deus e de Jeremias queiram, quer não. Portanto, o profeta não deveria se intimidar com o fato de se sentir inadequado para a missão que recebeu. Quem iria realizar a obra era Deus! Quem iria guardar o profeta era Deus! Quem iria cumprir totalmente aquilo que havia dito era Deus! Porque, assim como descem a chuva e a neve dos céus e para lá não tornam, sem que primeiro reguem a terra, e a fecundem, e a façam brotar, para dar semente ao semeador e pão ao que come, assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei.” (Is 55.10,11) Meu irmão não tenha medo de fazer a obra de Deus, pois nosso trabalho não será vão. Ele está conosco, Ele não vai falhar e vai nos guardar para chegarmos a salvo em seu Reino Celestial!  Deus é um Deus vigilante para fazer com que sua Palavra, suas Promessas, Seus Mandamentos se cumpram quando, onde e como Ele quiser. Não há nenhuma força ou poder no mundo visível e no mundo invisível que possa impedir. ALELUIAS!

ULTIMA LIÇÃO: A amendoeira é a única árvore que frutifica o ano inteiro em Israel. Nem mesmo o inverno interrompe este ciclo. Está constantemente se renovando e produzindo. Meu irmão a Bíblia diz que você é como a amendoeira. Confira:  “…antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite. Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido”. (Sl 1.2,3) Isto nos ensina que a Palavra de Deus nos capacita a ser uma bênção constante para o mundo pela frutificação contínua não importando em qual estação estejamos. AMÉM!

020 – ATITUDES PARA ALCANÇAR A SANTIDADE QUE DEUS REQUER


TEXTO: Jeremias 18.1-6 TEMA: ATITUDES PARA ALCANÇAR A SANTIDADE QUE DEUS REQUER020

oleiroEsta é a palavra que veio a Jeremias da parte do Senhor:
“Vá à casa do oleiro, e ali você ouvirá a minha mensagem”. Então fui à casa do oleiro, e o vi trabalhando com a roda. Mas o vaso de barro que ele estava formando se estragou-se em suas mãos; e ele o refez, moldando outro vaso de acordo com a sua vontade. Então o Senhor dirigiu-me a palavra: Ó comunidade de Israel, será que não posso eu agir com vocês como fez o oleiro? , pergunta o Senhor. Como barro nas mãos do oleiro, assim são vocês nas minhas mãos, ó comunidade de Israel“.
Deus é Santo e requer santidade na vida de seus filhos. Através de um viver santo, a comunhão plena é estabelecida com o Pai e o redundar das bênçãos e maravilhas se fazem reais.

A mensagem profética que Deus ministrou a Jeremias nos mostra valores relevantes que precisam ser apreendidos e praticados por aqueles que desejam viver a santidade. Veremos na mensagem de hoje, as atitudes que são necessárias para caminharmos na direção da santidade que Deus requer.

Atitudes para alcançar a santidade que Deus requer…

I – Precisamos ouvir o Senhor (v.1)

Não há como desenvolver uma vida de santidade sem primeiro ouvir a voz do Senhor. No texto que acabamos de ler, Deus fala a Jeremias e ao ouvir a voz do Senhor, todo um processo de cura para a nação de Israel foi ministrado da parte de Deus. Se quisermos viver na santidade que Deus requer, precisamos ouvir a voz do Senhor.

         Para ouvir Deus…

É preciso levantar-se (querer ouvir);

No texto a Palavra do Senhor é: Levanta-te! Levantar-se é uma atitude que implica que queremos de fato ouvir o que Deus tem a nos dizer.

 É necessária uma tomada de decisão;

Levantar-se para ouvir Deus, implica também uma tomada de decisão. É a realidade de uma vida que entendeu o chamado do Senhor e numa postura de Fé, está tomando a decisão certa: “Eu quero ouvir ao Senhor e obedecer aos seus mandamentos”.

É preciso sair do contexto em que se está;

O texto diz: “Levanta-te, e desce à casa do oleiro,”. Para receber o melhor de Deus, Jeremias precisou sair do contexto em que estava.

Não há como ouvir a voz do Senhor permanecendo onde estamos. É necessário sair e caminhar na direção do Senhor para receber Dele o melhor para nossas vidas.

É preciso se humilhar (descer);

Precisamos nos levantar para descer! É descendo que nos quebrantamos e esvaziamos de nós mesmos. É descendo que reconheceremos nossas fragilidades e incapacidades.

Ouviremos claramente a voz do Senhor, quando nos humilharmos e quebrantados nos apresentarmos diante Dele. É desta forma que seremos ministrados pelo Espírito e levados a uma vida de santidade que agrada ao Senhor.

II – Precisamos ser dependentes do Senhor (v.3)

O vaso estava completamente nas mãos do oleiro. Todo o domínio e controle estavam nas mãos daquele que fazia o vaso.  A santidade está diretamente relacionada com a dependência que Deus requer de seus filhos. Ser dependente é passar uma procuração no plano espiritual para Deus dando a Ele o controle total de nossas vidas.

É desta forma que o Senhor irá encontrar as condições necessárias para fazer grandes coisas em nós e através de nós.

III – Precisamos reconhecer que somos suscetíveis a falhas e pecados (v.4)

Num determinado momento nas mãos do oleiro o vaso se quebrou. Possivelmente uma rachadura que estava tirando a condição do vaso ser usado.

Como crentes, estamos suscetíveis a falhas e pecados. Estamos propensos a sermos encontrados vivendo com rachaduras espirituais. É através do reconhecimento de nossas falhas e pecados que será gerada em nós fé para recebermos do Senhor a cura que precisamos.

IV – Precisamos deixar Deus restaurar por completo nossas vidas. (v.6)

O texto nos afirma que o oleiro tornou a fazer daquele vaso, outro perfeito. Quando reconhecemos nossas falhas, pecados e clamamos por cura e perdão do Senhor, Ele derrama sobre nós o seu sangue e nos limpa e restaura para o louvor da Sua glória.

O Oleiro santo que é Jesus tem toda a autoridade e poder para restaurar de forma plena a vida daqueles, que quebrantados, clamam por perdão.

Deus não desistiu de você! Ele quer restaurá-lo e usá-lo para fazer a diferença na sua geração.

 Conclusão:

Deus não usa vasos sujos e quebrados. Ele requer santidade na vida daqueles que professam a Cristo como Senhor e salvador de suas vidas. Contudo, para alcançar a santidade que Ele requer, precisamos: ouvir a voz do Senhor e numa postura de total dependência, reconhecer que somos suscetíveis a falhas e pecados. É assim que seremos encontrados quebrantados em Seu altar e recebendo Dele, a restauração completa para nossas vidas.

É desta forma que seremos encontrados Santificados e com condições plenas para sermos usados pelo Senhor.

019 – O AGIR DE DEUS NA NOSSA VIDA


TEXTO: Êxodo 14.8-14   – TEMA: O AGIR DE DEUS NA NOSSA VIDA – 019

 egipcios_001“O Senhor endureceu o coração do faraó, rei do Egito, e este perseguiu os israelitas, que marchavam triunfantemente. Os egípcios, com todos os cavalos e carros de guerra do faraó, os cavaleiros e a infantaria, saíram em perseguição aos israelitas e os alcançaram quando estavam acampados à beira-mar, perto de Pi-Hairote, defronte de Baal-Zefom. Ao aproximar-se o faraó, os israelitas olharam e avistaram os egípcios que marchavam na direção deles. E, aterrorizados, clamaram ao Senhor. Disseram a Moisés: “Foi por falta de túmulos no Egito que você nos trouxe para morrermos no deserto? O que você fez conosco, tirando-nos de lá? Já não lhe tínhamos dito no Egito: Deixe-nos em paz! Seremos escravos dos egípcios! Antes ser escravos dos egípcios do que morrer no deserto! ” Moisés respondeu ao povo: “Não tenham medo. Fiquem firmes e vejam o livramento que o Senhor lhes trará hoje, porque vocês nunca mais verão os egípcios que hoje vêem. O Senhor lutará por vocês; tão-somente acalmem-se”.

– Você crê que Deus luta por seu povo hoje? Acredita que Deus luta por você?

  • – Existe uma relação profética muito interessante entre o Antigo e o Novo Testamento. Essa relação analógica entre os símbolos e personagens do antigo testamento e os elementos do novo testamento é chamada de tipologia bíblica.
  • – O Egito é relacionado ao mundo. Israel é relacionada à Igreja. E o deserto é relacionado à trajetória da nossa vida aqui na terra. Canaã, a terra prometida, é relacionada ao reino dos céus.
    – Paulo diz em 6:15-16que nós somos o Israel de Deus. O Israel de Deus hoje é formado por pessoas nascidas de novo pelo Espírito de Deus (Judeus e não judeus)
  • – A trajetória de Israel pelo deserto é a mesma que Deus usa na trajetória da nossa vida. É muito fácil morrer no deserto, mas o deserto também é lugar de Deus agir em favor do Seu povo.

Quais são as CINCO DIFERENTES FORMAS DE DEUS AGIR NA NOSSA VIDA?

1 – VOCÊ PODE CONTAR COM A DIREÇÃO DE DEUS. Ex. 13:21-22

– A sua vida pode estar como um deserto: nada muda, são sempre as mesmas coisas. Não fique preocupado achando que Deus se esqueceu de você, Deus está no controle, Ele está na direção, o Senhor está te guiando nesta terra.

– Ele fala com você como falou com Jacó em Gênesis 28:15. Não importa como está a sua situação, deixe o Senhor guiar a sua vida, pois ele sabe qual é o melhor caminho para te conduzir nesta terra.

– O caminho que Deus traçou para sua vida pode parecer que não é o melhor, mas no final o céu se abrirá e você vai ver que Deus é fiel.

2 – VOCÊ PODE CONTAR, COM A PROTEÇÃO DE DEUS .

– Deus protegeu Israel na sua trajetória no deserto por quarenta anos, de todos os perigos, e da mesma forma ele quer te proteger. Então não fique preocupado, quando alguém te ameaçar, dizendo que vai destruir a sua vida, a vida da sua família, e você fica apavorado, o inimigo consegue te intimidar, e você fica com medo.

– Lembre-se: O Senhor é contigo, você têm um Deus que está acima de qualquer problema. Leia o Sl. 91:1-5, 9-11.

3 – VOCÊ PODE CONTAR, COM O SUSTENTO DE DEUS

– Deus não deixou faltar nada para o seu povo no deserto. A Palavra de Deus diz que as roupas não se envelheciam em seus corpos e até a água Deus fez brotar no deserto.

– Deus providenciou o alimento necessário diariamente. Durante os 40 anos que eles andaram errantes pelo deserto, o Senhor Deus os supriu em tudo.

– Se você está passando pelo deserto: “Emocional, financeiro, espiritual, conjugal, material”, creia que o Senhor vai te ajudar, e Ele providenciará os recursos necessários para você sobreviver porque “O Senhor é o seu pastor e nada te faltará”. (Sl 23:1)

4 – VOCÊ PODE CONTAR, COM O MILAGRE DE DEUS

Deus é um Deus de milagres. Não importa que tipo de problema você tenha. É o Senhor quem dá a última palavra em sua vida. Então creia que para os teus problemas, ainda existe solução.

– A Bíblia fala de uma mulher, que a doze anos sofria de uma hemorragia. Ela já havia tentado de tudo, mas tudo era em vão. Mas um certo dia ela tocou em Jesus e na mesma hora o Senhor a curou.

– Leia Lucas 8:40-48. Você também pode decidir tocar em Jesus hoje pela fé nele. Decida crer no seu milagre agora e receba-o.

5 – VOCÊ PODE CONTAR, COM AS VITÓRIAS DE DEUS

– Nosso Deus é um Deus de vitórias. Mesmo no deserto Ele deu vitórias ao seu povo. Ele te livrará com mãos fortes e poderosas. É o Senhor quem peleja por você, por isso não temas, creia no livramento que o Senhor fará em sua vida.

– O Senhor te dará vitória, não importa o tamanho do problema, o teu Deus é maior e Ele quer operar um milagre em sua vida, não se desespere, você pode contar com as vitórias de Deus, em toda trajetória da sua vida.

– O Senhor estará com você sempre. Ele não te desamparará. Entrega agora todos os seus problemas ao Senhor e espere o grande livramento que Deus vai realizar, Deus tem vitória pra você.

Você pode está com um problema agora, esperando que Deus venha agir da maneira que você acha que Deus vai agir.

Deixa o Senhor trabalhar da maneira que Ele quer.

Com certeza o Senhor tem o melhor para cada um de nós, mesmo que a gente não entenda, deixa Deus agir.

Os cegos foram curados de formas diferentes.

O Senhor é soberano.

Medite nos versículos abaixo:

“Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera” – Ef 3:20

“Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará.” – Sl 37:5

 CONCLUSÃO

1 – VOCÊ PODE CONTAR COM A DIREÇÃO DE DEUS.

2 – VOCÊ PODE CONTAR, COM A PROTEÇÃO DE DEUS 

3 – VOCÊ PODE CONTAR, COM O SUSTENTO DE DEUS

4 – VOCÊ PODE CONTAR, COM O MILAGRE DE DEUS

 5 – VOCÊ PODE CONTAR, COM AS VITÓRIAS DE DEUS

 

Artigo – Os Primeiro Anos de Casamento


OS PRIMEIROS ANOS DE CASAMENTO

casamento-diligencia-300x225Há duas coisas a respeito das expectativas que devem ser conhecidas.

As expectativas podem ser reais, geradas a partir de fatos presenciados, atitudes tomadas, experiências vividas. Desta maneira, criamos expectativas a partir daquilo que presenciamos e experienciamos. Este tipo de expectativa pode vir a ser correspondida com mais freqüência por ser baseada naquilo que é real. Um exemplo: se um filho trata sua mãe com respeito e consideração, pode-se criar uma expectativa de que ele também se torne um esposo que irá tratar sua esposa com respeito e consideração.

As expectativas também podem ser irreais que são geradas a partir de desejos, carências e necessidades da pessoa. Este tipo de expectativa pode vir a ser frustrada com muito mais freqüência do que se possa imaginar. Por exemplo: uma filha que sofreu com a ausência física e afetiva de um pai pode criar a expectativa de ter um esposo presente e carinhoso para suprir sua carência. É uma expectativa totalmente irreal e que pode não se realizar se ela vir a se casar com um homem também distante emocionalmente.

É importante saber que dificilmente alguém muda depois que se casa. Aquilo que você presencia em seu namorado/a ou noivo/a hoje é o que ele/a será amanhã. O que acontece é que as pessoas ficam tão apaixonadas que não enxergam o que é tão óbvio ou até enxergam, mas criam a ilusão de que quando casados fará a pessoa mudar. Leda ilusão! Expectativa fadada à frustração. Uma coisa é certa: as pessoas só mudam quando se dão conta de que precisam e querem mudar a si mesmas.

Todas as pessoas criam expectativas. Quando o casamento está para se concretizar, as expectativas vão sendo criadas, automaticamente, em torno da nova vida que o casal passará a ter e em torno das funções e papéis que marido e mulher irão desempenhar. As expectativas mais comuns dos novéis casais são:

O amor supera tudo.

Então, se ele deixa todas as suas coisas espalhadas pelo meio da casa o tempo todo, ela jamais reclamará disso, pois o amor será capaz de agüentar toda a desorganização dele. Ou se ela é uma péssima cozinheira, ele jamais criticará ou comparará a comida dela com a que a mãe dele fazia, porque o amor superará o paladar e a fome. Será mesmo que o amor supera tudo durante 1, 3, 5, 10, 20, 30 anos? O ideal é que assim fosse, mas a realidade do dia-a-dia da vida de casado não é assim. É preciso que os casais saibam que terão de aprender a conviver com as diferenças, com as imperfeições, com as carências e exigências do outro. Desta forma, pode-se dizer então que o amor deve suportar e relevar tudo.

Sexo a toda hora

Muitos acreditam que na lua-de-mel e nos primeiros meses de casamento, faz-se sexo algumas vezes por dia. Mas isso depende. As pessoas são diferentes umas das outras, os casais se diferem uns dos outros. Realmente, há muitos casais que se relacionam sexualmente muitas vezes, com muita freqüência, mas isto não quer dizer que todos os casais são assim. Relação sexual é desejo, afeto, envolvimento, tempo, necessidade física e necessidade emocional. E estas coisas variam de pessoa para pessoa. Sendo assim, pode-se dizer então que sexo será feito a toda hora que os dois estiverem desejando, estiverem disponíveis, estiverem precisando.

O romantismo será permanente

Esta é uma expectativa muito comum especialmente entre as mulheres. No entanto, os homens são românticos porque querem sexo e quando eles obtêm isto, o romantismo diminui muito. Há uma frase interessante que combina com isto: “Os homens dão amor porque querem sexo, as mulheres fazem sexo porque querem amor”. É uma grande verdade. Talvez seja por isso que a Palavra de Deus aos homens seja para amar suas mulheres de uma forma tão intensa como a que Cristo amou a igreja. Os homens são assim. Sem entrar na discussão do porque disto, pois envolve muitas coisas, este é um fato que precisa ser conhecido. A esposa precisa ter convicção que se após o casamento o romantismo não for tão presente quanto antes, não quer dizer que o amor do esposo diminuiu ou que ele não se importa mais com ela. Então, pode-se dizer que o romantismo será permanente, mas não tão freqüente. Vale ainda dizer que o romantismo é importante e deve ser cultivado no casamento. Cada cônjuge deve investir tempo um para o outro, deve sair para namorar. Mas é importante também saber que, se diminuir o romantismo, ele não deve jamais desaparecer, pois é um nutriente básico para manter vivo o casamento.

E viveremos felizes para sempre

Sim, a felicidade é plenamente possível, porém dentro da realidade. Todos os casais e casamentos passam por crises. Afinal, são duas pessoas completamente diferentes que passam a ter uma vida em comum, que se tornam uma só carne. Então não é de causar estranheza o fato de que as dificuldades conjugais aparecerão. Esta é a vida real, pois estórias de Príncipe e Cinderela só existem em contos de fadas. Entretanto, pode-se dizer que viverão felizes para sempre, pois apesar dos problemas que possam vir, permanecerão juntos, lutando pela felicidade.

Estes são apenas alguns exemplos acerca das expectativas do início da vida conjugal. Muitas e muitas outras são criadas pelos noivos. Quem vai limpar a casa, quem irá pagar as contas, fazer as compras, lavar a louça, trabalhar fora, educar filhos, etc., etc., etc., também são expectativas idealizadas.

É muito importante os noivos conversarem a respeito das expectativas. É preciso definir quem vai fazer o quê, o que um espera do outro no dia-a-dia da vida conjugal, qual é o papel da esposa – de acordo com o que o noivo imagina, qual é o papel do esposo – de acordo com o que a noiva imagina. E se um não concordar com o outro acerca da descrição desses papéis, devem dizer isso um ao outro. Dialogar e esclarecer é imprescindível, pois se alguém se casa com a intenção de esconder do outro quem realmente é e o que pensa a respeito das coisas, está sendo enganador e traiçoeiro. Além do mais, é extremamente frustrante ver as expectativas não sendo correspondidas. Em Provérbios 13.12 há um versículo muito interessante: “A esperança adiada entristece o coração; mas o desejo cumprido é árvore de vida”. Em outra tradução diz “a esperança não cumprida adoece o coração”. É isto o que acontece aos cônjuges que dia a dia se frustram com as expectativas não correspondidas – adoecem e fazem adoecer o casamento.

Portanto, cuidado! As expectativas são boas, pois alimentam sonhos. Porém, não se pode alimentar ou fazer alimentar esperanças falsas, irreais.

“Que tipo de esposa, dona-de-casa, amante e mãe você espera que eu seja?” É uma pergunta que a noiva pode fazer a seu noivo. “Que tipo de marido, chefe-de-família, amante e pai você espera que eu seja?” É uma pergunta que o noivo deve fazer a sua noiva. A partir daí, o casal pode ter um diálogo verdadeiro, profundo e honesto para que a expectativa de serem felizes para sempre se cumpra com mais naturalidade.

Que Deus abençoe o noivo e a noiva, para que sejam solícitos em atender as necessidades e expectativas um do outro na caminhada maravilhosa que é a vida a dois.

Por: Elizabete Bifano

018 – QUATRO COMANDOS DE DEUS PARA SUA VIDA


TEXTO: Gênesis 35.1 TEMA: QUATRO COMANDOS DE DEUS PARA SUA VIDA – 018

004-jacob-dream-2

 

” DEPOIS disse Deus a Jacó: Levanta-te, sobe a Betel, e habita ali; e faze ali um altar ao Deus que te apareceu, quando fugiste da face de Esaú teu irmão.”

INTRODUÇÃO:

Talvez esse foi um dos momentos mais difíceis da vida de Jacó, e foi justo nesse momento que Deus encontrou a oportunidade para mudar a vida de Jacó para sempre.

 È nos momentos mais difíceis da nossa vida que Deus sempre se revela para nos confortar e nos dar uma experiência com Ele.
Mas para que a benção de Deus se manifestasse na vida de Jacó ele teve que obedecer quatro comandos dados por Deus.

1-     LEVANTA-TE: Deus quer uma nova postura

Jacó não estava prostrado fisicamente, mas sim espiritualmente, aquele momento era de dificuldade para ele, e Deus não queria vê-lo prostrado diante das dificuldades e. sim. de pé.

Deus não quer que nos prostremos diante das dificuldades, Deus nos quer como um valente soldado na guerra pronto para pelejar contra as intempéries desta vida.

Levante-se, esforça-te e tem bom animo porque o Senhor é contigo por onde quer que andares.

Não deixe que as circunstâncias da vida faça você andar cabisbaixo. Seja proativo. Saia da estagnação. Corra, ande, rasteje, mas não fique parado e acomodado. Tenha postura de guerreiro.

2- VAI ATÉ BETEL: Deus quer nos dar uma direção

a-      Para que a bênção Deus se manifeste temos que estar atentos a direção que Deus esta nos dando.Quando estamos na direção de Deus, por mais espinhoso que  seja o caminho, podemos ter a certeza que a vitória é certa.

b-      Betel significa “Casa de Deus” ou seja o lugar aonde Deus escolheu para nos encontrarmos com Ele. Betel é o lugar da intimidade e da adoração. Betel é o lugar aonde podemos derramar a nossa alma diante de Deus. Exemplos: Ana, mãe de Samuel e Asafe no Salmo 73. 

3- HABITA ALI: Deus quer perseverança

Não adiantaria nada Jacó chegar a Betel e no mesmo dia voltar. Deus queria que Jacó permanecesse naquele lugar.

Deus quer que permanecemos no lugar que ele preparou para nós. Há pessoas sem identidade com a Igreja local. Mudam de igreja como se muda de roupa. São os crentes turistas, cinganos e beija flores. Não! Procure criar raizes na Igreja onde você se converteu.

Temos que ser firmes e constantes em nossos ministérios. Muitas pessoas deixam de desfrutar das bênçãos e da graça de Deus por não permanecerem na Betel de Deus.

4-EDIFICA UM ALTAR: Deus quer consagração, comunhão e serviço

       O altar é lugar máximo da nossa intimidade com Deus. Altar significa sacrifício, renuncia e adoração.

Todos nós temos que edificar altares por que o altar é a marca da nossa comunhão com Deus. Levante o altar caído como fez Elias e o Senhor manifestará sua presênça poderosamente.

CONCLUSÃO

Havia um propósito de Deus na vida de Jacó, mas para que esse propósito se realizasse Jacó teve que obedecer a esses quatro comandos que Deus lhe deu: Levanta-te; Vai até Betel; Habita ali e Edifica um Altar.

Faça como Jacó. Obedeça aos comandos de Deus e, certamente, você será tão ou mais abençoado como foi Jacó na vida espiritual, material e familiar.

017 – EU SOU INCONTROLAVELMENTE LIVRE


TEXTO: JOÃO 3.8   TEMA: EU SOU INCONTROLAVELMENTE LIVRE – 017 

vento“O vento sopra onde quer. Ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim é todo aquele que é nascido do Espírito”  – João 3:8

INTRODUÇÃO

Jesus é procurado por Nicodemos à noite para um bate papo informal. Nicodemos chega cheio de cortesia e elogios rasgados. Chama Jesus de “Rabi”; diz reconhecer seus milagres e que ninguém poderia operá-los se Deus com ele não estivesse.

Nicodemos era um dos chefes do Sinédrio, a entidade máxima jurídico-religiosa de Israel, algo como uma mistura do STF com a Santa Sé. Jesus não era muito bem visto pelos outros integrantes do Sinédrio, mas Nicodemos parecia ser uma exceção. Um admirador secreto; um “candidato” a seguidor, talvez. Mas Jesus não se impressionou com isso. Em resposta à rasgação de seda do líder judaico disse: “Nicodemos, você precisa é nascer de novo”. Em seguida explicou que os “nascidos do espírito” são como o vento. Isso é absolutamente revelador. Vejamos os por quês:

I – A PRIMEIRA CARACTERÍSTICA QUE ME CHAMA A ATENÇÃO EM RELAÇÃO AO VENTO É QUE “O VENTO É LIVRE”

Ele sopra “onde quer”. Não há placas nas ruas onde esteja escrito: “aqui é proibido ventar”. Mas Nicodemos não era como o vento. Para ele e sua religião tudo tinha ordem, direção, regra, rigidez. Nicodemos não podia “ventar” onde bem entendesse. Mas os nascidos do espírito, os seguidores de Cristo são livres para sair por aí levando o vento.

II – OUTRA CARACTERÍSTICA É QUE “O VENTO NÃO FAZ DISCRIMINAÇÃO”:

Ele não sopra só nos ricos, ele não sopra só nos fortes, só nos bonitos, nos saudáveis. Sopra nos pobres, fracos, feios e deformados. Sopra onde quer. A natureza do vento é “ventar” e a do nascido do espírito é sair por aí levando o vento do Espírito por onde queira e quanto a isso não há restrições!

III – “O VENTO É DINÂMICO, É VERSÁTIL” 

A religiosidade legalista é estática. Dão a isso o nome de “tradição”. O vento é variável quanto a intensidade (ora brisa, ora ventania); variável quanto aos efeitos (ora incomoda, ora reconforta, suaviza, refresca). O vento é como o Tempo. Tem vento pra tudo: “Vento de vida e vento de morte; vento de abraçar e vento de afastar, vento que dá forma e vento que deforma, vento de apagar fósforo e vento de alastrar incêndio, vento de ajuntar pedras e de espalhar pedras. Tem vento de guerra e vento de paz”. O dinamismo do vento implica em que a Igreja deva viver e servir aos propósitos de seu tempo.

IV – “O VENTO NÃO PODE SER IDENTIFICADO PELA APARÊNCIA”

Como o vento é? Não há como descrevê-lo em termos de percepção visual. O vento não tem forma. Só identificamos o vento pelos seus efeitos (som, calor, frio, chuva, poeira). Assim também o nascido do espírito. Como o vento, ele não pode ser padronizado, uniformizado. A religiosidade de Nicodemos, pelo contrário, era manifesta, explícita. Qualquer um sabia identificar um fariseu, um sacerdote, um guarda do templo. Religião de Nicodemos é uniforme; vento de Jesus é multiforme. A religião te convence que seu cabelo tem que ter padrão, tem que ter forma, tem que ser cortado assim, penteado assim. Vem o vento e te despenteia todo. A religião manda você por uma saia assim. Vem o vento é arriba sua saia. A religião é organizadinha. O vento é transgressor, bagunceiro. Mas o vento só bagunça o que não tem firmeza, o que é leve, superficial. O vento expõe as fraquezas. Como o vento é, a igreja de Jesus deve ser: a igreja deve fugir da tendência de se uniformizar, de se padronizar. Devemos ser identificados pelas marcas e impressões que deixamos por onde passamos.

V – O VENTO É IMPREVISÍVEL E MISTERIOSO

“… não sabes donde vem, nem para onde vai’, disse Jesus. Eu não sei por onde o vento soprou até chegar a mim. Não posso identificar a origem do vento. Mas os religiosos são as pessoas mais preocupadas com a “origem” das coisas: ‘De onde veio isso? Qual a procedência? Isso tem o IS0 9000 do Céu? É aprovado pelo INMETRO da minha igreja? Tem pedigree?’. E, por ser misterioso e imprevisível o vento frustra todas convenções, previsões, tendências. Ele não possui ritos ou tradições. Não podemos saber com certeza onde vai soprar em seguida ou qual será seu caminho. Assim é o nascido do espírito, diz Jesus. A Igreja deveria ser a comunidade do susto: vindo de onde não se espera, indo para onde não se imagina!

VI – O VENTO É DETERMINANTE

Ele cria dependências, condicionamentos. Pipas, embarcações, aves, aviões, moinhos, plantações, surfistas e balonistas… Todos dependem dele. Todos esses o consultam. O vento é mais influente que qualquer político, qualquer celebridade. Assim é o nascido do espírito. Mas quem quer saber hoje o que a igreja pensa sobre qualquer coisa?

CONCLUSÃO

Naquela noite, naquele encontro, houve uma confrontação do Vento de Jesus com o legalismo pétreo de Nicodemos. O vento soprou na rocha iniciando um processo de erosão eólica. Nós devemos estar abertos às possibilidades e às ações do Vento. O Espírito é como o vento, Jesus foi (é) como o vento. Eu, você e a Igreja também devemos ser como o vento: dinâmico, misterioso, imprevisível, determinante e incontrolavelmente livre!

lista completa

016 – RESTITUIÇÃO DA PRESENÇA DE DEUS


TEXTO: I SAMUEL 4.3-11 TEMA: RESTITUIÇÃO DA PRESENÇA DE DEUS – 016

Tabuas-vara-mana Quero lhes falar nesta noite, a respeito de uma restituição, que a meu ver, é a mais importante de todas em nossas vidas: A RESTITUIÇÃO DA PRESENÇA DE DEUS, dela depende todas as outras.

O povo de Israel, desde Moisés, estava acostumado com esta presença. Moisés disse ao Senhor “… se a tua presença não for comigo, não nos faça subir deste lugar”, (Ex. 33:15). Moisés estava dizendo ao Senhor que sem a presença dEle, ele não iria a lugar nenhum. Moisés sabia que, o que fazia o povo de Israel diferente dos outros povos, era a presença de Deus no meio deles. O que faz a diferença em nossa vida, não é o modo de vestir, não é o modo de falar, não é o modo de se expressar, e sim A PRESENÇA DE DEUS.

No deserto Deus manifestou a sua presença de várias formas. Mas tarde, o símbolo da presença de Deus entre o povo seria a ARCA DA ALIANÇA.

O povo de Deus, por vários motivos, perdeu a presença de Deus. Entre eles estão: rebeldia, negligência, idolatria e colocar a sua fé em outras coisas e em deuses estranhos. O que eles tinham de mais precioso perderam. E com essa perda, vieram outras: dignidade, identidade, santidade, vitórias,  etc.

Muitos hoje aqui, estão passando por esta triste experiência. Muitos estão se sentindo vazios, frios, frágeis, sem paz, ansiosos, nervosos, impacientes, sem direção, com a sensação que o chão está se abrindo e  estão sucumbindo. Tudo por causa da perda da Presença de Deus em suas vidas. Muitos lares estão desordenados, sem autoridade, papéis invertidos, falta de direção, sem harmonia e sem alegria.

Deus quer restituir nesta noite a presença dEle em sua vida. Em Ap. 2: 4-5, o Senhor diz: Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, de onde caíste, arrepende-te, e volta à prática das primeiras obras, e se não, venho a ti e moverei do seu lugar o teu candeeiro, caso não te arrependas.

Mas, qual o segredo de se ter e manter a presença de Deus? A arca era um símbolo da presença de Deus, e nela encontramos algumas respostas:

Dentro da Arca havia: O MANÁ, A VARA E AS TÁBUAS DAS LEIS (Hb. 9:4):

 I – O MANÁ – Dt. 8:3 e Mt. 4:4 (JESUS / A PALAVRA)

  • O Maná, portanto, é um tipo da Palavra de Deus, é o alimento que vem do céu, para o sustento do seu povo;
  • O Maná não servia para o outro dia, da mesma forma precisamos da Palavra todos os dias, pois Ela é nosso alimento;
  • O Maná representa Jesus, se alguém olhasse para a arca, não veria o Maná escondido, exceto se fizesse um exame mais cuidadoso, abrindo a Arca para examinar o que estava por dentro. Se tivermos um contato apenas superficial com Cristo, jamais teremos a sua presença;
  • Aqui está, o grande segredo de se ter e manter a presença de Deus (2 Cr. 15:2), Ouvi-me, Asa, e todo o Judá, e Benjamim. O Senhor está convosco, enquanto vós estais com Ele; se o buscardes, Ele se deixará achar; porém, se o deixardes, Ele vos deixará.
  • Só conheceremos a Jesus através da sua Palavra, e só assim teremos a sua presença em nossas vidas.

II –  A VARA DE ARÃO (ORAÇÃO / PODER)

 A vara de Arão simboliza a oração, sabemos que a oração move a mão de Deus, Deus disse a Moisés, que com mão forte tiraria o povo do Egito. Era com a vara que Moisés e Arão realizavam os sinais. É através da oração que o poder de Deus se manifesta;

  • Deus aguarda todos os dias, para ter comunhão conosco através da oração;
  • Ele espera por um momento de estar com você a sós. A sua presença vem até você neste momento, e pode ser em qualquer lugar: no chuveiro, no ônibus, indo para o trabalho, no seu quarto e etc. Você diz: Senhor, agora eu tenho meia hora. Buscar-me-eis e me achareis quando me buscardes de todo o vosso coração, Jr 29:13.

 III – AS TÁBUAS DA LEI (PRINCÍPIOS / SANTIDADE)

        Simbolizam os princípios de Deus, os princípios são inegociáveis. Entre tantos, quero destacar o da SANTIDADE. Portanto, santificai-vos e sede santos, pois eu sou o SENHOR, vosso Deus. (Lv. 20:7);

  • O Pecado nos separa da presença de Deus Is. 59:2, “… As nossas iniqüidades fazem separação…”;
  • É muito fácil ouvirmos a voz do Diabo, e atendê-la, mas quero que você ouça a voz do Espírito Santo nesta Noite.

Deus quer restituir na tua vida, hoje, a sua presença, as outras coisas são consequências desta.

015 – FAÇA SUA ESPOSA SENTIR-SE FELIZ


TEXTO: Gênesis 24, 25 e 26  TEMA: FAZENDO SUA ESPOSA FELIZ – 015

INTRODUÇÃO

isaque avista rebecaVejo nos casamentos de Isaque e Rebeca as atitudes dos cônjuges que faz um casamento ser exemplar e feliz.

No casamento de Isaque veremos as atitudes de um marido que faz a sua esposa sentir-se feliz.

 ISAQUE E REBECA – Gênesis 24, 25 e 26

            1 – Foi um casamento realizado dentro dos parâmetros bíblicos para a família:

  • Ambos casaram-se virgens.
  • Ambos receberam as bênçãos dos pais.
  • Foram abençoados por Deus.
  • Permaneceram casados para sempre.
  • Rebeca foi a única esposa de Isaque e Isaque foi o único esposo de Rebeca.
  • Tiveram alguns conflitos com relação aos filhos, mas permaneceram fiéis um ao outro.

          2 – Três atitudes de Isaque que fez sua esposa sentir-se muito feliz:

a- Isaque amava a Rebeca

Gênesis 24:69 – “Isaque conduziu-a até a tenda, e tomou Rebeca, e esta lhe foi por mulher. Ele a amou.”  Se o marido quer fazer a sua esposa feliz, amiga, companheira, respeitosa, o segredo é amá-la com palavras, ações e atitudes.

Paulo escrevendo aos efésios enfatiza que a principal obrigação do marido é amar sua esposa:

  • Efésios 5:25 – “Maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a Igreja e a si mesmo se entregou por ela.”
  • Efésios 5:28,33 – “Assim também os maridos devem amar a sua mulher como ao próprio corpo. Quem ama a esposa a si mesmo se ama. Assim cada um ame a própria esposa como a si mesmo, e a esposa respeite ao marido.”

b- Isaque orava por Rebeca

Gênesis 25:21 – “Isaque orou insistentemente ao Senhor por sua mulher, porque ela era estéril; e o Senhor lhe ouviu as orações, e Rebeca, sua mulher, engravidou-se.”  O marido como sacerdote do lar deve zelar pela vida devocional do casal e colocar a esposa e filhos como alvos prioritários de orações e intercessões.

c- Isaque era romântico com Rebeca

Gênesis 26:8 – “Ora, tendo Isaque permanecido ali por muito tempo, Abimeleque, rei dos filisteus, olhando da janela, viu que Isaque acariciava a Rebeca, sua mulher.”  Toda esposa que recebe carinho, palavras de amor, toques de amor, elogios, presentes de seu marido sente-se amada, protegida, desejada, e portanto, sente-se feliz. Infelizmente há muitas esposas carentes de romantismo. O marido só foi romântico no tempo de namoro e noivado. Os beijos são raros, as palavras e as poesias românticas sumiram. Não deixe a plantinha do romantismo morrer em seu casamento. Seu casamento é um jardim e a principal flor, é a flor do romantismo, do carinho, da intimidade…

CONCLUSÃO

Quer fazer tua esposa sentir-se feliz? AME-A, INTERCEDA POR ELA E SEJA UM HOMEM ROMÂNTICO.

Artigo_Como a Igreja Deve Esperar a Volta de Cristo


COMO A IGREJA DEVE ESPERAR A VOLTA DE CRISTO

arrebatamentoAs Santas Escrituras usam algumas figuras para descrever a Igreja do Senhor Jesus: lavoura, edifício, corpo, rebanho, casa, noiva. Esta Igreja é muito mais do que uma organização. Ela é um organismo divino, vivo, dinâmico.

Desde que o Senhor Jesus passou por esta terra estamos vivendo os “últimos dias” e a mensagem continua sendo a mesma: “em breve o Noivo voltará para buscar sua noiva”. Uma questão que deve estar bem resolvida em nossos corações: como a NOIVA deve esperar o NOIVO?

O livro do Apocalipse sugere: “Regozijemo-nos! Vamos nos alegrar e dar-lhe glória! Pois chegou a hora do casamento do Cordeiro, e a sua noiva já se aprontou. Foi-lhe dado para vestir-se linho fino, brilhante e puro. O linho fino são os atos justos dos santos” (Ap. 19:7,8).

NOIVA deve esperar o NOIVO, adornada, bela, santa, pura. O texto do Apocalipse é claro ao afirmar que a noiva adornada é motivo de grande alegria nos céus. O texto que lemos em Apocalipse nos mostra que há alegria no céu quando a NOIVA do Cordeiro está sendo adornada para as bodas. Sob a ótica celeste, os adornos não são os mármores caríssimos, nem as edificações suntuosas, nem as denominações influentes, mas as ações dos santos.

NOIVA é adornada com a fidelidade dos crentes. A NOIVA do Cordeiro é adornada para as bodas, quando crentes em Cristo decidem se envolver e se comprometer de maneira integral com o Reino de Deus (e isso passa por um comprometimento com a Igreja local – que existe para reunir os crentes salvos por toda a parte). A NOIVA é adornada quando os crentes são fiéis aos votos que fizeram a Deus. Tais votos implicam em empreender uma luta incansável e interminável contra o império da escuridão e contra sua própria vontade caída.

NOIVA é adornada com a santidade dos crentes. O linho finíssimo do qual é feito o vestido daNOIVA é composto pela seguinte matéria-prima: a santidade do crente. Adornamos a NOIVA do Cordeiro com nossos atos de justiça, retidão e santidade. Isso é mais do que ser um crente passivo, antes exige de nós atitude, ousadia e intrepidez.

As palavras seguintes são do amigo e irmão Ronaldo Lidório: “Talvez vivamos hoje dias melancólicos ao visualizar a Igreja quando manchas e mazelas tendem a levar nossa esperança para o cativeiro da desilusão crônica. A casa está mal arrumada, o vestido da NOIVA não nos parece branco, há graves rumores de que ela não ficará pronta. É, porém, em momentos assim, que Deus intervém. Lava as vestes do Seu povo, levanta o caído, renova o profeta, purifica a Igreja e nos dá sonhos de alegria. Chegará o dia, e não tarda, que seremos tomados por Jesus. Neste dia há de se dizer: ‘Eis o Noivo’, é o Senhor que conduz a Igreja. Jamais a deixou só. Como é fiel!”.

O processo de adorno da NOIVA envolve ainda: evangelismo e testemunho, frutos de um compromisso missionário; defesa da fé evangélica (ou seja, do jeito que as Escrituras dizem que deve ser a fé); comunhão sincera e perseverante com os irmãos que estão na mesma estrada da fé evangélica; firmeza doutrinária; perseverança diante das perseguições; alegria contagiante; expectativa confiante… e trabalho, muito trabalho visando uma colheita abundante.

No livro do Apocalipse encontramos o NOIVO dizendo: “Eis que venho em breve!” (22: 7,12), e o Espírito e a NOIVA dizendo: “Vem!”.

Você pode unir sua voz à voz do Espírito e da NOIVA e dizer: “Vem, NOIVO! Vem Senhor Jesus!”

Gidiel Câmara Jr

014 – QUANDO DECIDIMOS CRESCER


TEXTO: II Reis 6.1-7  TEMA: QUANDO DECIDIMOS CRESCER – 014

INTRODUÇÃO

              “Os discípulos dos profetas disseram a Eliseu: “Como vês, o lugar onde nos reunimos contigo é pequeno demais para nós”. v.1

Aqueles discípulos decidiram crescer! Irmão, A DECISÃO DE CRESCER É SUA, A PROVISÃO PARA O CRESCIMENTO É DE DEUS.

O cristão e a igreja que estão buscando crescimento espiritual sentem que não devem nem podem se acomodar, pois o nosso espaço sempre será pequeno.
A Bíblia nos ensina em Isaías 54.2-3: “Amplia o lugar da tua tenda, e estendam-se as cortinas das tuas habitações; não o impeças; alonga as tuas cordas, e fixa bem as tuas estacas. Porque transbordarás para a direita e para a esquerda”.

O QUE FAZ O SENHOR QUANDO DECIDIMOS CRESCER?

  1. ELE DÁ A DIREÇÃOv. 2. Por que não vamos ao rio Jordão? Lá cada um de nós poderá cortar um tronco para construirmos ali um lugar de reuniões”. Eliseu disse: “Podem ir”.
    Alguns cristãos pensam que hoje em dia Deus não mais dá a direção particular às igrejas ou aos cristãos; que Ele não mais nos diz o que deve ser feito.
    Quantos não estão enganados achando que devem trilhar caminhos próprios sem depender exclusivamente de Deus. Tornam-se auto-suficientes, profissionais e acabam se esquecendo o que a Bíblia diz em João 3.27 João respondeu, e disse: O homem não pode receber coisa alguma, se não lhe for dada do céu.”
     e Tiago 1.17Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.
  2. ELE PREPARA UM INSTRUTOR– vs. 3. Então um deles perguntou: “Não gostarias de ir com os teus servos? ” “Sim”, ele respondeu.
    Moisés instruiu Josué; Elias instruiu Eliseu; Paulo instruiu Timóteo; Jesus instruiu os discípulos.
  3. ELE NOS LEVA À DIMENSÃO DOS MILAGRES, A EXPERIMENTAR O SOBRENATURALv. 6. O homem de Deus perguntou: “Onde caiu? ” Quando ele lhe mostrou o lugar, Eliseu cortou um galho e o jogou ali, fazendo o ferro flutuar,e disse: “Pegue-o”

Para o aprendiz de profeta que derrubou o ferro do machado na água, ali era o fim de seu ministério profético, entretanto, para Deus ali começava uma vida de milagre. O ponto final do homem é o ponto de partida de Deus.

CONCLUSÃO:
Se buscarmos crescimento espiritual, Deus:

  • Dará-nos a direção do que deve ser feito.
  • Preparará-nos um instrutor
  • Levará-nos a viver na dimensão do sobrenatural.

013 – DEUS QUER TE USAR


 TEXTO: Atos 9:10-19TEMA: DEUS QUER TE USAR – 013

 Os primeiros versículos do capítulo nove de Atos relatam a conversão de Saulo de Tarso. Saulo foi levado, após ficar cego, para uma casa em Damasco. E ali ficou três dias orando, sem comer e sem beber.  O recém convertido precisava de um discipulador. Deus escolhe usar um discípulo  que morava em Damasco, seu nome: Ananias. Ao ser chamado por Deus, ele respondeu: “Eis-me aqui”.  Então Deus o enviou até Saulo de Tarso com a seguinte missão: curá-lo da cegueira, profetizar sobre a vida dele, ministrar a Plenitude do Espírito Santo, batiza-lo e estar com ele por alguns dias.

Você já está pronto para ser usado poderosamente por Deus? Deus quer te usar, mas para isso Ele precisa que você tenha  duas qualidades  evidentes na vida de Ananias: ser um discípulo e estar disponível para Deus (Eis-me aqui).

I – DEUS USA AQUELE QUE TEM UM CORAÇÃO DE DISCÍPULO– “…um discípulo, chamado Ananias”

                               Observe o seguinte: não está escrito: um apóstolo, um bispo, um pastor, um evangelista, um presbítero, um líder, um doutor… Não, não! Quando Deus decide usar um homem, Ele não se impressiona com os títulos que vem antes de seu nome. Deus olha para a vida espiritual, para o caráter. Em Atos 22:12 diz que Ananias era um discípulo piedoso e de testemunho exemplar para os judeus e toda a sociedade em Damasco.

Ananias não era simplesmente um membro da Igreja em Damasco, mas era um discípulo que chamou a atenção de Deus. Amados, as igrejas estão cheias de pessoas com mentalidade de membro, mas de poucos com a mentalidade e o coração de discípulo. Há enormes diferenças entre um membro de igreja e um discípulo de Jesus.

  • O membro  soma, o discípulo  multiplica.
  • membro se conforma em ouvir a pregação, o discípulo além de ser um bom ouvinte, também passa a frente o que ouviu, o que aprendeu.
  • O membro gosta de afagos, elogios, reconhecimentos, o discípulo prefere a aprovação de Deus pelo serviço e sacrifício pela causa de Cristo.
  • O membro se ganha, o discípulo se faz.
  • O membro entrega parte de seus desejos, o discípulo  faz uma renúncia completa e entrega toda a sua vida.
  • O membro sonha com a igreja ideal, o discípulo se entrega para construir a Igreja ideal.
  • O membro se conforma em saber que Deus está presente, o discípulo procura ser cheio da presença de Deus.
  • O membro é um soldado de defesa, o discípulo é um invasor das defesas inimigas.
  • O membro entende que o templo é a Casa do Pai, o discípulo faz de sua casa um santuário e de sua vida um altar de adoração a Deus.
  • O membro é uma coisa na frente e por traz é outra, o discípulo é o mesmo em toda situação por que  é transparente, confiável, fiel, leal e sincero.
  • O membro sai da igreja por qualquer motivo, o discípulo dá sua vida por sua igreja.
  • O membro só quer ouvir mensagens  que amacie o seu ego, o discípulo  quer ouvir mensagens que o confronte com a verdade da Palavra de Deus e que trate o seu caráter.
  • O membro não aceita correção ou disciplina, o discípulo recebe a correção e a disciplina como uma oportunidade  de crescimento e amadurecimento.
  • O membro gosta de ser servido, o discípulo tem prazer em servir.
  • O membro inconstante tem pelo de ovo, o discípulo perseverante, porém, tem pele de couro de jacaré.

Como você se vê? Membro ou discípulo? Você já fez a transição de membro para discípulo?

Como Deus te vê? Com uma mentalidade de membro ou com um coração de discípulo?

Não vou aqui explicar o que é ser um discípulo, quais são as qualidades de um discípulo, o que é fazer um discípulo. Tudo isso é ensinado em detalhes na escola Capacitação e Destino que funciona às quartas e domingos na Igreja. Só quero nesta noite que você seja desafiado a continuar ou a ser um discípulo, pois Deus usa  aquele que tem uma mentalidade e coração de discípulo.

 II – DEUS USA AQUELE QUE ESTÁ DISPONÍVEL PARA ELE – “…Disse-lhe o Senhor numa visão: Ananias! Ao que respondeu: “Eis-me aqui, Senhor” (At 9:10)

Deus pode contar com você?  Você está disponível para a obra de Deus?  A resposta de muitas pessoas para Deus são as seguintes: não posso, não quero, não tenho tempo, mais tarde, vou pensar, agora não…

E você o que responde quando Deus te chama para orar, evangelizar, coordenar, ministrar, ajudar, cooperar, participar, liderar…? Quem é disponível para Deus se caracteriza pela obediência. Deus diz: vai e ele vai, vem e ele vem, profetiza e ele profetiza, se comprometa e ele se compromete, entregue e ele entrega, faça e ele faz, levante-se e ele se levanta, espere e ele espera…

Os homens que Deus usou poderosamente no passado deram a mesma resposta: “Eis-me aqui, Senhor”. Abraão, Jacó, Moisés, Samuel, Elias, Isaías e tantos outros.

Ananias um cristão com coração de discípulo, disponível para Deus e obediente ao comando de Deus.  Oh, como o Senhor deseja que esta lista aumente mais e mais: Pedro, Miguel, Filipe, Rute, Isabel, Ana, Maria, Jaqueline, Susana, Artur…

Não temas, amado irmão o chamado de Deus. Simplesmente bedeça e Deus fará com você o que ele fez com o discípulo Ananias:

 a)- Ele te dará todo direcionamento para a missão – “E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à rua chamada Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo; pois eis que ele está orando.” Atos 9:11

Na maioria das vezes Deus revela os detalhes de seu plano à medida que você obedece. Ele vai revelar os detalhes através da Palavra, de sonhos, de leituras, através de pregações e até através de conversas informais com outros irmãos. Deus não revelou detalhes para Abraão, mesmo assim Abraão obedeceu ao chamado.

 b)- Ele tratará os teus medos, receios, complexos, fraquezas, inabilidades… –“ E respondeu Ananias: Senhor, a muitos ouvi acerca deste homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém; E aqui tem poder dos principais dos sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu nome. Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel” Atos 9:13-16

Aprendi bem cedo na vida cristã esta verdade: Deus capacita e trata os chamados. Você não começa um ministério sendo um anjo perfeito. Deus vai tratar várias áreas: caráter, emocional, espiritual, familiar, habilidades… O discípulo é um ser em formação. Até hoje sou tratado por Deus. E ainda tem muita coisa a ser tratada. Deus não procura pessoas perfeitas, mas pessoas que se deixem tratar. Que reconhece que precisa  ser treinada, tratada, ensinada, discipulada… Moisés apresentou várias dificuldades para não aceitar o desafio de Deus. Deus não aceitou as desculpas e começou a capacitá-lo e tratá-lo. E fará o mesmo com você. Cura interior, cura física, restauração espiritual…  OBEDEÇA E DEIXE O RESTO COM DEUS!

   c)- Ele usará poderosamente a sua voz e as suas mãos – “E Ananias foi, e entrou na casa e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo. E logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi batizado. E, tendo comido, ficou confortado. E esteve Saulo alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco”. Atos 9:17-19

Hoje, a tarde, enquanto meditava e escrevia o esboço desta mensagem, tive o discernimento  que Deus está exortando-nos  neste Congresso através do Pr Laudejair (quinta feira), do Felipão (ontem) e hoje, a sairmos pelas ruas deste bairro  e realizar nas casas curas, milagres, libertação… A levarmos a Palavra de salvação aos que se encontram na cegueira espiritual. Ele está nos enviando a buscar os novos convertidos que precisam de discipulado  e cuidado. Quantos Saulos não estão esperando os Ananias de hoje? Quantas vidas precisando do toque de suas mãos?  SIM, DEUS QUER  USAR TUAS MÃOS, TUA VOZ, TUA VIDA!

     Conclusão

Se você tem um coração de discípulo e está disponível para Deus, não tenho dúvidas, que Ele te usará poderosamente. Levante-se e declare para o Senhor: Eis-me aqui, envia-me e eu irei. Ei, Ele já te enviou: “IDE E FAZEI DISCÍPULOS… A começar de sua casa, de sua rua, de seu bairro… até os confins  do mundo. Amém!

19º CONGRESSO DA IGREJA BATISTA NACIONAL FILADÉLFIA – SEDE

Mensagem da terceira noite entregue pelo Pr Josenildo Oliveira Silva – 14/09/2014

Artigo_Relacionamentos Segundo o Padrão de Deus


RELACIONAMENTOS SEGUNDO O PADRÃO DE DEUS_002

amor-casamento           Quando nos convertemos e passamos a viver o caminho proposto por Deus, assinamos um tratado de guerra contra o inimigo. O diabo faz de tudo para nos afastar do Senhor, tornando-se em uma luta diária.

25 horas por dia o diabo tentando nos afastar do Senhor.

E uma das situações mais utilizadas pelo inimigo para nos afastar da comunhão com Deus são os conflitos nos relacionamentos entre os irmãos.

Algumas perguntas importantes

  • Quem não conhece alguém que estava caminhando com o Senhor e por causa de uma chateação com um irmão ou com o pastor da igreja afastou-se do convívio da igreja e depois do Senhor?
  • Quantas pessoas não param em nenhuma congregação?
  • Quem já não teve vontade de sair do nosso convívio por causa de um determinado acontecimento?
  •  Quantos já saíram de nosso convívio por uma chateação?
  •  Quem já teve vontade de colocar um ponto final em um relacionamento de amizade por causa de um problema?

Estes irmãos a quem questionamos, primeiro se afasta do convívio da igreja afirmando que não vai deixar o Senhor, depois acaba esfriando na fé; ou sempre se chateia com alguém ou alguma coisa, ficam pulando de “galho em galho”.

Isto acontece frequentemente e tem sido uma porta por onde o inimigo tem entrado e desviado muitos cristãos do caminho do Senhor.

Então, vamos falar um pouco sobre relacionamento segundo o padrão de Deus.

Você não nasceu para viver sozinho

Seguir a Jesus implica não somente em ter relacionamento com Ele, mas também com outros que O seguem. O desejo de Deus sempre foi que o homem não vivesse só.

“Disse mais o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea” – Gênesis 2:18

Desde o início da criação Deus trabalhou para que o homem não vivesse só.

O símbolo da cruz (vertical e horizontal) representa bem o desejo de Deus; que o homem tenha relacionamento com o próprio Deus e com os seus semelhantes.

Quando começamos a congregar, encontramos uma comunidade de pessoas com as quais iremos conviver e nos relacionar e assim, temos muitas coisas em comum:

  • Mesma fé
  • Mesmo Senhor
  • Mesmo Pai
  • Mesmo Espírito
  • Mesmas lutas
  • Mesmas provas
  • Mesma esperança

Entretanto por causa das debilidades e imperfeições, tanto nossas como dos nossos irmãos, surgem conflitos e estes conflitos tentam afetar de alguma a nossa caminhada.

Diante disto – do surgimento de situações conflitantes – o inimigo aproveita para gerar em nossos corações os seguintes sentimentos:

  • Tristeza
  • Ressentimento
  • Rancor
  • Desânimo
  • Desmotivação
  • Indiferença

Diante deste quadro (conflito) temos dois caminhos diante de nós.

  1. Ou caímos no engano de achar que posso seguir ao Senhor sozinho, isolado, sem relacionamentos com irmão ou com um relacionamento superficial, formal, de faz de conta.
  2. Ou aprendemos a enfrentar a situação e, a luz da palavra de Deus, aprendendo a resolver os conflitos e me relacionar com meus irmãos.

Não existe Reino de Deus sem comunhão, sem relacionamento. Ilude-se quem acha que pode experimentar a plenitude do Reino de Deus sem relacionamento, sem comunhão ou com um relacionamento superficial, de faz de conta

Somos membros um dos outros

“Porque assim como num só corpo temos muitos membros, mas nem todos os membros têm a mesma função, assim também nós, conquanto muitos, somos um só corpo em Cristo e membros uns dos outros” – Romanos 12:4-5

Enganos: “Eu quero seguir a Jesus mas assim sabe, do tipo sozinho, no máximo com minha esposa e meus filhos” ou “Eu até vou para a igreja, mas este negócio de estar muito grudado, abrindo a minha vida para outras pessoas eu estou fora”.

Com todo respeito, realmente está fora do Reino de Deus!

Não existe Reino de Deus sem vida comunitária, sem relacionamento, sem vínculos.

Temos o livro de Atos como um manual deixado pelo Espírito Santo de como deve ser a vida da igreja do Senhor aqui na terra e um dos aspectos que mais se destaca naquele livro era a vida de relacionamento da igreja primitiva.

“E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações” – Atos 2:42

“Todos os que creram estavam juntos e tinham tudo em comum” – Atos 2:44

“Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração” – Atos 2:46

Não podemos desprezar este textos e se ainda não vivemos isto precisamos buscar viver

Jesus, o filho Deus, não quis ficar sozinho aqui na terra

Jesus precisava de mais alguém para fazer a obra aqui na terra? Lógico que não, mas Jesus o filho de Deus, buscou relacionamento e conviveu intensamente com homens, se relacionou com eles.

“Depois, subiu ao monte e chamou os que ele mesmo quis, e vieram para junto dele.

Então, designou doze para estarem com ele e para os enviar a pregar” – Marcos 3:13-14

Eu sei que muitas vezes trazemos conosco feridas fruto de relacionamentos desastrados no passado e isto nos deixa assustados, nos fechamos e chegamos a perder a esperança. Muitos já tiveram experiências bastante doloridas.

Muitas vezes fomos traídos, mal interpretados, incompreendidos, discriminados, preteridos, injustiçados, e a vontade que temos é de nos isolar, mas muitos destes relacionamentos se desenvolveram em bases equivocadas.

Deus deseja nos curar

Deus desejou acolher nosso coração ferido e Deus tem um novo tempo para nós. Ele estabeleceu princípios para muitas situações. Casamento, trabalho, roupa, utilização do dinheiro, educação dos filhos.

Estes modelos foram registrados pelo Espírito Santo na palavra de Deus para serem observados por sua Igreja e Deus também deixou registrado os princípios para o relacionamento entre os seus filhos. Ele estabeleceu princípios que devem nortear os nossos relacionamentos, e estes precisam se desenvolver em cima dos princípios estabelecidos por Deus.

Não vou me relacionar com meu irmão segundo a minha maneira de enxergar, mas sim, segundo os princípios estabelecidos pelo Senhor.

Somos pessoas completamente diferentes:

  • Gostos
  • Educação
  • Culturas
  • conceitos
  • Opiniões

Já imaginou se cada um quiser se relacionar com o outro fazendo valer as suas “Verdades Pessoais”?

Somos pessoas diferentes unidos por um cruz!

Sabemos que todo relacionamento é conflitante e que não existe relacionamento sem conflito.

A grande questão é: Qual a minha postura diante do surgimento do conflito?

Alguns quando se deparam com a primeira situação de conflito pulam fora, dizem que não dá para continuar, alegam que o outro é muito complicado e param por ali aquele relacionamento.

Assim vão para outro relacionamento. Quando o conflito surge, é a mesma coisa. Nunca desenvolvem relacionamentos profundos, duradouros. Vivem em cima de relacionamentos superficiais e não tem aliança.

Não se resolve um problema de relacionamento deixando de se relacionar e sim se relacionando observando os princípios deixados por Deus. As vezes criamos uma expectativa de um relacionamento, fruto da nossa imaginação, não fundamentada na palavra de Deus e isto produz frustração por não vivermos um modelo de relacionamento instituídos por nós e não por Deus.

Muitos têm uma estrutura de vida que desenvolvem um relacionamento desordenado, fora do padrão de Deus, mas somos discípulos de Jesus e estamos aprendendo com nosso Senhor.

Deus quer nos ensinar a nos relacionarmos segundo o padrão de d’Ele e este é um relacionamento que não gera peso, cobrança ou acusação.

Alguns princípios para os nossos relacionamentos

1 – Precisamos aprender a perdoar

“Então, Pedro, aproximando- se, lhe perguntou:Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu lhe perdoe? Até sete vezes? Respondeu- lhe Jesus:Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete” – Mateus 18:21-22

Não existe um relacionamento duradouro sem a prática do perdão.

“Acautelai-vos. Se teu irmão pecar contra ti, repreende- o; se ele se arrepender, perdoa- lhe. Se, por sete vezes no dia, pecar contra ti e, sete vezes, vier ter contigo, dizendo:Estou arrependido, perdoa- lhe” – Lucas 17:3-4

Precisamos ser fáceis no perdão. Tem pessoas que remoem para perdoar alguém. Quando erram são rápidos para pedir perdão, mas quando erram com ela, para liberar perdão é um “Deus me acuda”.

O nosso perdão libera o perdão de Deus.

O finalzinho da chamada oração do Pai nosso

“e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra- nos do mal [pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém]! Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celeste vos perdoará; se, porém, não perdoardes aos homens [as suas ofensas], tampouco vosso Pai vos perdoará as vossas ofensas” – Mateus 6:12-15

Aqueles que têm dificuldades em perdoar, é bom começar a clamar ao Senhor para ser transformado porque pode ter uma ingrata surpresa quando o Senhor voltar ou o Senhor chamar.

Precisamos aprender a liberar perdão!

Precisamos olhar para os nossos irmãos e saber que estamos tranquilos, sabendo que o nosso coração está em paz com todos. Se isto não acontece precisamos resolver urgentemente.

2 – Precisamos aprender a falar com nossos irmãos

Quanta confusão já surgiu por causa de um jeito errado de falar?

Preciso falar:

  1. A) De maneira agradável

“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, e sim unicamente a que for boa para edificação, conforme a necessidade, e, assim, transmita graça aos que ouvem” – Efésios 4:29

  1. B) De maneira branda, calma

“A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira” – Provérbios 15:1

  1. C) No tempo correto

“O homem se alegra em dar resposta adequada, e a palavra, a seu tempo, quão boa é!” – Provérbios 15:23

“Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo” – Provérbios 25:11

Deus tem uma grande notícia para nós! Podemos aprender a falar segundo o coração de Deus.

“Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino” – 1 Coríntios 13:11

Isto enche o nosso coração de esperança. Nosso Pai está interessado em nos ensinar a falar como Ele.

3 – Preciso aprender a respeitar as diferenças

Precisamos aprender a nos relacionar aprendendo a conviver com a individualidade de cada pessoa. Jesus conviveu com seus doze discípulos e respeitou o jeito de cada um.

Existem algumas questões que a palavra do Senhor nos dá liberdade para escolher. Deus mandou Adão nomear os animais e deu liberdade para ele escolher.

Existem algumas questões onde não há nenhuma ordenança clara do Senhor e aí Ficamos livres.

“Acolhei ao que é débil na fé, não, porém, para discutir opiniões. Um crê que de tudo pode comer, mas o débil come legumes; quem come não despreze o que não come; e o que não come não julgue o que come, porque Deus o acolheu” – Romanos 14:1-3

Aqui precisamos aprender com as diferenças. O único cuidado é para não causar escândalo ao irmão.

Se causar escândalo para o meu irmão eu devo abrir mão de algo até legitimo por amor ao Reino de Deus e ao meu irmão.

“Não nos julguemos mais uns aos outros; pelo contrário, tomai o propósito de não pordes tropeço ou escândalo ao vosso irmão. Eu sei e estou persuadido, no Senhor Jesus, de que nenhuma coisa é de si mesma impura, salvo para aquele que assim a considera; para esse é impura. Se, por causa de comida, o teu irmão se entristece, já não andas segundo o amor fraternal. Por causa da tua comida, não faças perecer aquele a favor de quem Cristo morreu. Não seja, pois, vituperado o vosso bem. Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo. Aquele que deste modo serve a Cristo é agradável a Deus e aprovado pelos homens. Assim, pois, seguimos as coisas da paz e também as da edificação de uns para com os outros. Não destruas a obra de Deus por causa da comida. Todas as coisas, na verdade, são limpas, mas é mau para o homem o comer com escândalo.

É bom não comer carne, nem beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa com que teu irmão venha a tropeçar [ou se ofender ou se enfraquecer]” – Romanos 14:13-21

Observação importante

Isto é para questões onde a palavra de Deus dá a liberdade para decidirmos, onde ela não traz um ensinamento explícito.

  • Posso ter duas mulheres
  • Não preciso estar vinculado a nenhuma congregação
  • Não preciso pagar meus impostos
  • Não preciso honrar meus pais
  • Não preciso me submeter ao meu marido
  • Não preciso devolver o meu dizimo e a minha oferta

Isto é um engano!

Naquilo que a palavra é clara minha submissão à palavra como discípulo é absoluta. Naquilo que a palavra me deixa livre para decidir, sou livre para decidir, desde que não cause escândalo a nenhum irmão que eu tenha conhecimento.

Nestes casos precisamos conviver com as diferenças

4 – Preciso aprender a ser leal nos meus relacionamentos

Leal é ser fiel, verdadeiro e sincero.

Falar a verdade em amor.

“Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros” – Efésios 4:2

Quantos relacionamentos são baseados na dissimulação, mentiras, “Meia verdades” e hipocrisia?

Quem ama fala a verdade!

Tem gente que gosta de se cercar de pessoas que não falam a verdade para ele, pessoas que na realidade são bajuladoras. Isto é um grave equívoco!

Outros se melindram com qualquer coisa que alguém fale dele, alguma critica para ajudá-lo, como se fosse uma pessoa intocável. Isto é uma burrada!

“Melhor é a repreensão franca do que o amor encoberto. Leais são as feridas feitas pelo que ama, porém os beijos de quem odeia são enganosos” – Provérbios 27:5-6

Tem pessoas que se o pastor ou discipulador falar qualquer coisa, pronto é a terceira guerra mundial, haja confusão.

Deixa eu lhe perguntar:

  • Você é uma pessoa acessível?
  • Você é uma pessoa tratável?
  • Você é uma pessoa intocável?
  • As pessoas se sentem com liberdade para repreender você?

Agora você não é a melhor pessoa para responder estas perguntas, você precisa perguntar a quem convive com você. Seu discipulador, seu conjugue, seu companheiro de obra, etc.

Pessoa leal é aquele de aliança.

Jesus tinha uma aliança de amor com seus discípulos.

“Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo os que me deste, para que vejam a minha glória que me conferiste, porque me amaste antes da fundação do mundo” – João 17:24

Os discípulos eram do convívio íntimo de Jesus e Ele (Jesus) tinha uma aliança com aqueles homens.

Em João 18 quando foram prender Jesus, relata-se que Ele se apresentou aos guardas e pediu para que deixassem os seus discípulos livres. Jesus era homem de aliança. Somos seus discípulos.

Uma aliança me faz suportar a todo tipo de pressão.

Não podemos estar falando mal uns dos outros. Se tenho algo para falar, procuro o meu irmão e converso com ele.

A pessoa que fala para você de outra pessoa, amanhã vai estar falando de você para outro!

Foge de gente deste tipo

5 – Nossos vínculos são “Em Cristo”

Relacionamentos no mundo se baseiam em:

  • Gostos
  • Opiniões
  • Jeito de ser
  • Preferências

Mas relacionamentos no Reino são fundamentados em Cristo. O que nos une é a cruz de Cristo e por isto podemos nos relacionar com qualquer pessoa que tenha Jesus como Senhor de sua vida.

O Senhor está interessado que seus filhos aprendam a se relacionar entre si. Nenhum Pai gosta de ver seus filhos divididos se digladiando. Isto causa tristeza em qualquer Pai, quanto mais em Deus.

Somos discípulos de Jesus, estamos crescendo e Ele nos anima a prosseguir e a confiamos n’Ele.

“Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos! É como o óleo precioso sobre a cabeça, o qual desce para a barba, a barba de Arão, e desce para a gola de suas vestes. É como o orvalho do Hermom, que desce sobre os montes de Sião. Ali, ordena o SENHOR a sua bênção e a vida para sempre” – Salmos 133

Por Paulo Santiago em 07/07/2013

Artigo_A Igreja Vitoriosa


A IGREJA VITORIOSA_001

igreja-vitoriosa

 

Deus está levantando a sua Igreja, e esta igreja tem a vocação da vitória. Acima das características inerentes ao ser igreja a vitória é nossa herança garantida em Cristo Jesus.

 

1- Vitória sobre o pecado

a Igreja firmada em Cristo tem a garantia da vitória sobre o pecado, não apenas o pecado original da semente humana mas o pecado que tenazmente nos acedia no dia a dia, momento a momento. A obra da cruz rompeu com as amarras do pecado nos leva a viver uma vida santa em Cristo.

2- Vitória sobre o Diabo

Em 1 Pedro 5 :8-9 fala do Diabo como nosso adversário, que está ao nosso derredor e sobre o qual temos também a grantia da vitória, pois a obra da cruz destruiu também as obras do Diabo e a Igreja vitoriosa tem plena condição de viver sem a sua influência e domínio.

3- Vitória sobre a carne

Há uma guerra entre carne e espírito e se o homem alimentar bem o espírito com o Pão da Vida esta batalha também será ganha, nossa tendência diária é alimentar a carne, mas Deus nos convida a alimentar nosso espírito através da palavra, oração, louvor , adoração, jejum, comunhão com o corpo são alimentos sadios que nos impulsionam nesta vitória.

4- Vitória sobre o mundo

Romanos 12:2 fala que não devemos nos conformar com este século, pois o mundo em seus sistemas e atrações são inimigos da cruz de Cristo, por isso Jesus disse não ameis o mundo, pois quem ama o mundo o amor do Pai nele não está. O amor ao mundo enfraquece a vida devagarzinho e paulatinamente, vai minando as forças da fé e espiritualidade, vai destruindo os padroes de Deus e menosprezando os valores eternos. Esta vitória nos é garantida quando colocamos em Deus nosso inteiro amor e confiança, e não nos deixamos levar por este mundo.

Por Asaph Borba

TRINTA ESBOÇOS DE SERMÕES EM PPT

Artigo_Cinco Pecados Que Cometemos e Não Nos Damos Conta


CINCO PECADOS QUE COMETEMOS E NÃO NOS DAMOS CONTA – 001

Nós que fazemos parte de uma comunidade cristã temos sempre a ciência do que podemos ou não fazer na condição de filhos de Deus em que nos encontramos. E quandovigarista se fala em pecado, sempre nos vem à mente situações padrão como fumar, matar, ver pornografia, roubar e por aí vai. O que não nos damos conta é que muitas vezes, à luz da Palavra de Deus, nós cometemos coisas que normalmente não veríamos como pecado. Mas, na verdade, são.

As situações que vamos apresentar abaixo representam algumas desses muitos ‘delitos’ que cometemos, algumas não somente no campo espiritual. Mas também em questões legais mesmo. Não queremos apresentar um libelo legalista, ou querer “julgar o próximo”. O que nós queremos é apresentar aos amados irmãos que todo erro, seja ele de menor ou de alto potencial, pode ser perdoado por Deus, desde que abandonado (Lucas 15.7,10) E todos nós estamos sujeitos a um ou mais desses pecados como esses*. Vejamos:

01 – Comprar produtos piratas

393184 09: A dealer of counterfeit pop and rap music CDs sells his merchandise August 13, 2001 on a street in New York City. Constantly keeping one eye out for the police, these wandering dealers of knock-off CDs, purses, sunglasses, watches and videos can be found by the dozens in any of the tourist districts of New York City. (Photo by Spencer Platt/Getty Images)

Este não é somente um pecado, como também um crime contra a propriedade intelectual. Quem produz algo como um filme, um CD ou um aparelho celular devidamente patenteado, tem o direito de receber os valores referentes. A pirataria tira essa possibilidade. Segundo o artigo 184 do Código Penal Brasileiro, a violação dos direitos do autor e os que lhe são conexos pode render uma pena de detenção de três meses a um ano, ou multa.  Na Bíblia está escrito: “Ai daquele que ajunta em sua casa bens mal adquiridos (…)” (Hc 2.9a). Outras versões trazem “lucros criminosos”, que é exatamente o que a pirataria traz. O que tem de ‘crente’ com caixas e cestos lotados de filmes pirateados, não é brincadeira. A criatura não tem coragem de pagar R$4 numa locadora, mas paga R$ 10 e até R$20 num DVD muitas vezes com imagem e sons ruins. E o que dizer do pastor que prega contra irmãs que pintam o cabelo ou quem escuta rock pesado, mas na imagem do data show é mostrado que o “Windows não é original”?

02 – Fazer downloads ilegais

downloadsQuem nunca baixou na net uma música em Mp3 ou um episódio da sua série favorita que atire a primeira cadeira. Como dissemos no início, todos nós estamos sujeitos a isso, que também é um crime contra a propriedade intelectual semelhante à pirataria. E nossos Pcs,pendrives e Hds externos estão cheios de material baixado ilegalmente na net. Grandes sites de compartilhamento de arquivos, como o Megaupload, chegaram a ser desativados e seus proprietários condenados a sanções até absurdas. Mas isso reflete na gravidade do crime que é cometido. Os detentores dos direitos sobre filmes e músicas deixam de arrecadar bilhões por conta dessa prática, tão comum nos dias de hoje quanto respirar. É claro, é um caso que ainda gera muita discussão. Tanto é que há movimentos, como o “Música para Baixar (MPB)” que evocam produções artísticas livres para serem compartilhadas para quem quiser.

03 – Exibir filmes restritos em um “cine gospel”

cinema021O líder do grupo jovem, na tentativa de motivar mais a galera, tem uma ideia genial: locar um ou mais filmes com temáticas cristãs para exibir na igreja durante o horário que seria para o culto jovem. E com direito a muita pipoca e refrigerante! É uma festa só e ao final, o líder tem o sentimento de satisfação e de ter contribuído com a obra de Deus. Mas o que esse gênio não se deu conta é de que isso é CRIME. Sim, queridos. Se o amado irmão parar para ler a advertência no início de todo DVD (e quase nunca alguém o faz), vai reparar que lá está descrito: “Os que têm posse dos títulos das obras proíbem expressamente a exibição pública, reprodução, distribuição, aluguel em estabelecimento diferente de locadoras assim como sua comunicação pública em centros culturais, comunidades, instituições educativas, empresas, clubes, IGREJAS, hotéis, bares, etc.etc.”. Ou seja, qualquer espaço não residencial com acesso a equipamento de vídeo, DVD ou semelhante necessita licença para exibir uma obra audiovisual e que deve ser feita pelo detentor dos direitos da obra, o distribuidor ou o produtor. E qual igreja faz isso? É claro, há obras que são produzidas especificamente para exibição em público e que não necessitam de autorização. Por isso, é preciso verificar se o filme escolhido está inserido nesse contexto.

04 – Comprar e não pagar

pagueSeu nome está no SPC ou Serasa? Se sim, você não está sozinho. Todo brasileiro já passou por isso um dia ou está passando. Mas é claro, o cristão tem por obrigação viver de forma diferente da maioria. Ser exemplo. Mas isso, dificilmente acontece. Nós compramos algo numa loja em suaves prestações e aí o salário atrasa e o orçamento fica mais apertado. Daí vem os atrasos no pagamento e quando nos damos conta, nosso nome está “sujo” na praça. E os ‘crentes’ que compram fiado na quitanda ou mercadinho, prometendo pagar “em nome de Jesus” e leva milênios para fazê-lo? A Bíblia diz: “Ai daquele que edifica a sua casa com injustiça e os seus aposentos, sem direitos! Que se vale do serviço do seu próximo, sem pagar, e não lhe dá o salário” (Jer. 22.13). Daí vem a necessidade de nos consertarmos e procurar andar na linha. E claro, quitar nossas dívidas e tirar o nome da restrição de crédito.

05 – Desrespeitar as leis de trânsito

multaAlgo tão comum em nossos dias, né? O irmão vai levar a varoa de moto ao culto, na igreja que fica a poucos quarteirões. E vai sem capacete. Ou o líder dos senhores que dirige sem usar o cinto de segurança. Ou ainda, o pior: aqueles que transitam dia e noite sem estar devidamente habilitados. Situações como essa são cometidas sem o menor pudor. Além de serem configuradas como infrações, são práticas que, à luz da Bíblia, são condenáveis. “Não há de ficar em minha casa o que usa de fraude…” (Sl 101:7a). Deus sempre é invocado tão intensamente quando o sujeito se depara com uma blitz ou viatura policial passando bem ao seu lado. E quando consegue se safar, lança dispara “Aleluia, Senhor! Obrigado, meu Deus! Glória ao teu nome, ó Jeová”. Não podemos exigir que as pessoas orem mais, que sirvam a Deus ou que sejam “ungidos e consagrados” se nós mesmos não andamos conforme as leis e conforme a Palavra. E o resultado disso pode ser catastrófico. Nossas vidas e a de outros correm sérios riscos se não respeitarmos as leis de trânsito. Se não é habilitado, matricule-se numa autoescola o mais breve possível. Se já tem CNH, cumpra com as obrigações referentes ao trânsito, dirigindo com atenção, portando os documentos e respeitando condutores e pedestres à sua volta. E se beber, que seja água, suco ou refrigerante. Certo?

Pois bem, queridos. Retomamos o raciocínio inicial de que o propósito deste post não é apontar erros, mas esclarecer. Se você comete um ou mais desses delitos (e comete mesmo), convém tomar o caminho certo. A lista de coisas ilícitas que são praticadas com extrema ignorância é longa. Há ainda os hábitos alimentares (comer até estourar), idolatria aos ‘artistas gospel’, dizer mentiras “bobinhas”, exagerar na vaidade, e etc. Vamos abordar, com ciência e à luz das Escrituras, em outra oportunidade. Que Deus abençoe a todos!

Fonte:  http://www.universogospel1.wordpress.com

012 – O QUE VEJO NA CRUZ DE CRISTO


TEXTO: Vários – TEMA: O QUE VEJO NA CRUZ DE CRISTO – 012

Ao ler os relatos bíblicos da crucificação de nosso Senhor Jesus Cristo eu consigo enxergar didaticamente  sete significados, ou sete bênçãos, ou sete exigências, ou sete ensinos …  São os seguintes:

  1. PERDÃO LUCAS 23.43 – “PAI PERDOA-LHES, POIS NÃO SABEM O QUE ESTÃO FAZENDO.”

O PERDÃO precisa ser oferecido e aceito por compreender que o que Cristo fez, me faz viver com um espírito livre e aberto.

  1. GARANTIA – LUCAS 23.34 – “HOJE VOCÊ ESTARÁ COMIGO NO PARAÍSO”

A GARANTIA me faz enxergar que eu fui comprado e selado pelo selo do Espírito Santo de Deus. E, como propriedade exclusiva D’Ele, serei levado para estar para sempre com Ele.

  1. COMPAIXÃO – JOÃO 19.26,27 – “MULHER EIS AÍ O TEU FILHO… EIS AÍ A TUA MÃE.”

A COMPAIXÃO  me tira da mesquinhez e faz-me caminhar no caminho proposto por Deus. O caminho do bom samaritano.

  1. ANGÚSTIA – MATEUS 27.46 – “MEU DEUS! MEU DEUS! PORQUE ME DESAMPARASTE?”

A ANGUSTIA  faz da minha vida cristã e me conduz a vida de clamor e oração.

  1. SOFRIMENTO – JOÃO 19.28 – “TENHO SEDE”.

O SOFRIMENTO me faz lembrar das palavras de Jesus. “No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.”  O cristão enfrenta lutas, necessidades, tempestades, desertos e vales.

  1. VITÓRIA – JOÃO 19.30 –“ESTÁ CONSUMADO.”

A VITÓRIA É a certeza de que tudo já está feito. Meu trabalho é descansar n’Ele.

  1. RENÚNCIA – LUCAS 23.46 – “PAI, NAS TUAS MÃOS ENTREGO O MEU ESPÍRITO”.

A RENÚNCIA é tomar dia após dia a minha cruz, negando a mim mesmo para encontrar a minha vida Nele.

CONCLUSÃO

  • Garantia e vitória são as partes da cruz que não deixamos por nada. É, provavelmente, a parte da cruz mais cobiçada.
  • Angústia? Sofrimento? Renúncia? Estas são as partes que deixamos pra trás na estrada da vida. Muitos nem sabem que essas partes fazem parte da cruz porque uns aceitaram, outros, até desejaram somente a garantia e a vitória. Vivem perdidos e iludidos na caminhada, obcecados por conquistas na vida.
  • Perdão e compaixão é para ser exercido a todo instante, pois a quem muito é dado, muito é esperando.
    A eterna cruz precisa ser tomada, carregada de todos seus significados, pois só assim posso crescer no Reino de Deus e na paz que excede todo entendimento. “Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram. E Ele morreu por todos, para os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou”.  II Coríntios 5.14-15

011 – RETIRE O VÉU E A GLÓRIA RESPLANDECERÁ


TEXTO: Êxodo 34.29-35 – TEMA: RETIRE O VÉU E A GLÓRIA RESPLANDECERÁ – 011

  • “Quando Moisés desceu do monte Sinai, trazendo nas mãos as duas tábuas do testemunho, sim, quando desceu do monte, Moisés não sabia que a pele do seu rosto resplandecia, por haver Deus falado com ele. Quando, pois, Arão e todos os filhos de Israel olharam para Moisés, eis que a pele do seu rosto resplandecia, pelo que tiveram medo de aproximar-se dele. Então Moisés os chamou, e Arão e todos os príncipes da congregação tornaram a ele; e Moisés lhes falou. Depois chegaram também todos os filhos de Israel, e ele lhes ordenou tudo o que o Senhor lhe falara no monte Sinai. Assim que Moisés acabou de falar com eles, pôs um véu sobre o rosto. Mas, entrando Moisés perante o Senhor, para falar com ele, tirava o véu até sair; e saindo, dizia aos filhos de Israel o que lhe era ordenado. Assim, pois, viam os filhos de Israel o rosto de Moisés, e que a pele do seu rosto resplandecia; e tornava Moisés a pôr o véu sobre o seu rosto, até entrar para falar com Deus.” EXODO 34:29-35
  • O homem de Deus colocou o véu somente depois de falar aos israelitas. E fez isto não só na primeira vez em que seu rosto brilhou; toda vez que ele saía da presença do Senhor o comportamento se repetia:

1) falava ao povo as palavras de Deus;

2) o povo via que seu rosto brilhava;

3) depois de falar e do povo ver que seu rosto brilhava, Moisés cobria a face com um véu até entrar na presença do Senhor e de novo sair com a face resplandecente da glória divina.

                             PORQUE MOISÉS COBRIA O ROSTO COM UM VÉU?

  • O apostolo Paulo explica: “Não somos como Moisés, que colocava um véu sobre a face para que os israelitas não contemplassem o resplendor que se desvanecia”. 2 Coríntios 3:13

            Paulo está apontando para um erro desse grande líder. Ele fala claramente de uma atitude de fingimento, dissimulação, hipocrisia e de falta de transparência. Na verdade, esta é a razão que Paulo, inspirado pelo Espírito Santo, atribui ao uso do véu por parte de Moisés. E nós? Não temos também usado um véu?

  • Para muitos líderes, depois de terem brilhado diante do povo, a grande dificuldade é serem vistos sem glória, sem unção. Há, dentro de muitos de nós, uma desesperada disposição de esconder nossas fraquezas e limitações. Esta é uma das “doenças” que pode atingir os líderes: o complexo de super-herói. Quando estamos cheios da glória exibimos o rosto resplandecente para todo o mundo; quando não temos, encobrimos o rosto (com um véu de engano) para que as pessoas pensem que ainda estamos brilhando – mesmo que, de fato, já não estejamos.
  • E penso que pior do que errar é querer encobrir isso! Essa atitude é antiga; começou com Adão e Eva. A dificuldade do primeiro casal em admitir seu pecado fez com que eles se escondessem:

“Abriram-se, então, os olhos de ambos; e, percebendo que estavam nus, coseram folhas de figueira e fizeram cintas para si. Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim”. (Gênesis 3.7,8) 

  • Este parece ser um padrão de comportamento do ser humano desde o início da humanidade. E repetidamente é visto na vida de líderes que, mais do que qualquer outra pessoa, devido ao seu nível de exposição pública e da responsabilidade de serem homens (ou mulheres) de Deus, não querem que ninguém, nunca, veja qualquer traço de fraqueza ou pecado em suas vidas.
    Foi exatamente isto o que aconteceu com Davi. Ele cometeu pecado ao adulterar com Bate-Seba, mas isto não ofuscaria sua imagem até que a mulher lhe deu a notícia da gravidez resultante do erro deles. Então, a tentativa de encobrir o pecado cometido só deixou pior a situação. O pecado progride de adultério a homicídio, com a consequente perda do filho gerado (2 Sm 11.6-25). Se o rei Davi tivesse reconhecido seu pecado, em vez de fazer de tudo para esconder seu erro, a história teria sido bem diferente e as consequências não tão graves.
  • O apóstolo Pedro, um homem de grande estatura espiritual, uma das colunas da Igreja, quando esteve em Antioquia, acabou demonstrando esta inclinação ao fingimento para que sua imagem não ficasse “arranhada” diante dos demais líderes em Jerusalém:

“Quando, porém, Cefas veio a Antioquia, resisti-lhe face a face, porque se tornara repreensível. Com efeito, antes de chegarem alguns da parte de Tiago, comia com os gentios; quando, porém, chegaram, afastou-se e, por fim, veio a apartar-se, temendo os da circuncisão. E também os demais judeus dissimularam com ele, a ponto de o próprio Barnabé ter-se deixado levar pela dissimulação deles. Quando, porém, vi que não procediam corretamente segundo a verdade do evangelho, disse a Cefas, na presença de todos: se, sendo tu judeu, vives como gentio e não como judeu, por que obrigas os gentios a viverem como judeus?”  (Gálatas 2.11-14)

  • Acredito que Paulo tinha autoridade para falar assim com Pedro.

“Mesmo que eu preferisse gloriar-me não seria insensato, porque estaria falando a verdade. Evito fazer isso para que ninguém pense a meu respeito mais do que em mim vê ou de mim ouve”.  (2 Coríntios 12.6 – NVI)

           Ao examinar o contexto desta afirmação, vemos que Paulo estava falando sobre suas experiências com as visões celestiais. Em outras palavras, o apóstolo estava declarando: “Eu poderia impressionar as pessoas contando minhas experiências com Deus, mas não quero que o conceito delas a meu respeito se baseie nisso. Quero que só pensem acerca de mim o que pode ser visto, de forma simples, no convívio diário”. Ele diz claramente: “Eu evito que pensem que sou mais do que aquilo que realmente sou”. (Ilustração: Irmão Ramiro que foi arrebatado por 7 dias…)

  • Tem muita encenação de espiritualidade exagerada em nossas igrejas.

Diferente de Moisés, e de muitos de nós, Paulo preferia tirar a máscara e se apresentar da forma mais sincera e autêntica possível. E há uma razão para esta postura firme do apóstolo: SEM TRANSPARÊNCIA E HONESTIDADE NÃO HÁ TRANSFORMAÇÃO! (Repetir várias vezes)

       Deus nos trouxe para este dia de consagração para abrirmos nosso coração com Ele e confessarmos uns aos outros nossos pecados ou fraquezas, isto é, rasgarmos o véu do engano, da dissimulação, da mentira, da soberba, do fingimento, da espiritualidade teatral…

  • Algo assustador que percebo no ensino de Paulo, e que deve servir de forte advertência contra o uso do véu no ministério, é que o “véu do engano” que um líder usa pode ser transmitido para os seus liderados e discípulos. O apóstolo Paulo demonstra que o comportamento de Moisés afetou as gerações seguintes:

“Mas os sentidos deles se embotaram. Pois até ao dia de hoje, quando fazem a leitura da antiga aliança, o mesmo véu permanece, não lhes sendo revelado que, em Cristo, é removido. Mas até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles.”  (2 Coríntios 3.14-16) 

Líderes que decidem andar em dissimulação podem estar transferindo um péssimo legado aos seus liderados e discípulos. Há muitas igrejas no Brasil sofrendo as consequências dos pecados e iniquidades de seus líderes  praticadas  há 40, 60, 80…  anos atrás. E muitas gerações de crentes sofrerão as consequências do uso do “véu do engano” por líderes atuais.

  • Por outro lado, também encontramos na Bíblia o fato de que uma “fé sem fingimento” também pode ser transmitida de geração em geração:

“Pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento, a mesma que, primeiramente, habitou em tua avó Lóide e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também, em ti.”  (2 Timóteo 1.5)

A fé sem fingimento que Paulo elogia na vida de Timóteo, seu filho espiritual, vinha sendo transferida por diferentes gerações: da avó Lóide para a mãe Eunice e, finalmente, da mãe Eunice para o filho Timóteo. Esse é o legado que os pais deveriam transmitir aos seus filhos e que cada líder deveria transferir aos seus liderados.

(Fazer um intervalo para banheiro e água – 10 min)

                            A GLÓRIA VEM QUANDO SE REMOVE O VÉU

  • Continuando amados, essas consequências, ao meu entender, já deveriam trazer suficiente temor aos nossos corações de modo a que não venhamos incorrer no mesmo erro de Moisés. Entretanto, há um motivo que deveria gerar ainda mais temor aos que recorrem ao uso do véu em seu rosto. É que, sem desvendar o rosto, não há transformação a ser experimentada pelo poder de Deus. Antes do intervalo nós declaramos: SEM TRANSPARÊNCIA E HONESTIDADE NÃO HÁ TRANSFORMAÇÃO!

A transformação só acontece com o rosto desvendado. Se não “tirarmos a máscara”, seguramente o poder transformador operado pelo Espírito Santo não irá se manifestar:

“E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito.”  (2 Coríntios 3.18) 

  • Deus só opera o seu poder transformador quando reconhecemos as áreas problemáticas, e apenas naquela área que admitimos nossos pecados. Veja o que aconteceu com o profeta Isaías quando teve uma visão do Senhor no templo:

“Então, disse eu: ai de mim! Estou perdido! Porque sou homem de lábios impuros, habito no meio de um povo de impuros lábios, e os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos! Então, um dos serafins voou para mim, trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz; com a brasa tocou a minha boca e disse: Eis que ela tocou os teus lábios; a tua iniquidade foi tirada, e perdoado, o teu pecado”.  (Isaías 6.5-7)

  • Essa é uma verdade bíblica incontestável. Deus só age nas áreas em que reconhecemos nossos pecados. O problema de Isaías não era com os ouvidos, as mãos, os pés, mas os lábios impuros. Deus o tratou conforme a sua específica confissão. O Senhor Jesus ensinou sobre este princípio:

“Achando-se Jesus à mesa na casa de Levi, estavam juntamente com ele e com seus discípulos muitos publicanos e pecadores; porque estes eram em grande número e também o seguiam. Os escribas dos fariseus, vendo-o comer em companhia dos pecadores e publicanos, perguntavam aos discípulos dele: Por que come [e bebe] ele com os publicanos e pecadores? Tendo Jesus ouvido isto, respondeu-lhes: Os sãos não precisam de médico, e sim os doentes; não vim chamar justos, e sim pecadores.”  (Marcos 2.15-17) 

Quem eram as pessoas que Jesus os denomina de “sãos” e “justos”? A Bíblia diz que todos pecaram, todos estão doentes e enfermos pelas iniquidades geracionais e pessoais. Os “são”  e os “justos” aqui eram aquelas pessoas que não reconheciam que precisavam de cura, de salvação, de libertação…

  • Quando desvendamos o rosto, somos transformados. Quando dissimulamos, aparentando não ter pecado algum, a transformação simplesmente não pode acontecer. O Espírito Santo só manifestará seu poder transformador naquelas áreas que expusermos a Ele de forma sincera e honesta.

Porém, além de reconhecer fraquezas diante de Deus (que já sabe delas, quer a gente admita ou não), também vejo a necessidade de fazermos isso diante dos homens.

  • Há uma diferença entre confessar seus erros e pecados a Deus e fazê-lo aos homens. Podemos afirmar que o perdão vem com a confissão do pecado a Deus; mas a cura vem com a confissão do pecado aos homens:

         “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.  (Tiago 5.16)

17-       Tiago está falando sobre confessarmos os nossos pecados uns aos outros; o texto não fala de confissão na vertical – a Deus – e sim de confissão na horizontal – aos nossos irmãos. Quando confessamos nossos pecados ao Senhor, recebemos perdão:

“Se confessarmos os nossos pecados, ELE é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”  (1 João 1.9) 

Mas o texto de Tiago fala de uma confissão de pecados que fazemos “uns aos outros” e com um propósito diferente de ser perdoado (o que acontece quando confessamos a Deus): “para serdes curados”. Quando expomos a outros irmãos áreas de erro e pecado em nossas vidas estamos nos abrindo para receber CURA. (Ilustração: os três diáconos que se reuniram para confessarem os pecados uns aos outros…)

Não é a vontade de Deus apenas continuar sempre perdoando alguém do mesmo pecado; mais do que isso, o Senhor quer dar a essa pessoa vitória sobre esse pecado! As vezes até tentamos criar uma situação para a pessoa se abrir conosco e receber a cura, mas muitas delas não aceitam qualquer interferência e preferem continuar escondidas atrás do véu do engano. (Ilustração: Minha ex-ovelha, um empresário bem sucedido, mas vivendo  uma dupla personalidade e sua recusa em aceitar ajuda…)

  • Já vi, por exemplo, inúmeras situações de irmãos que estavam tendo problemas com pornografia e que contam, todos eles, a mesma história. Permaneceram, por muito tempo, chorando e confessando diante de Deus suas quedas nessa área; mas somente quando abriram com outros o seu problema é que finalmente alcançaram vitória sobre esse tipo de pecado.

É por isso que a religiosidade é tão danosa. Além de perpetuar a mentira – que tem como pai o próprio diabo – a pessoa que finge uma espiritualidade que não tem entra em uma condição de estagnação na vida espiritual em que não poderá haver transformação.

  • Por outro lado, é quando admitimos e reconhecemos as fraquezas que o poder de Deus pode, então, se manifestar e operar em nossas vidas:

“Então, ele me disse: A minha graça te basta, porque o poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, mais me gloriarei nas fraquezas, para que sobre mim repouse o poder de Cristo. Pelo que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte.”  (2 Coríntios 12.9,10)

Que tremenda definição de graça: o poder (de Deus) que se aperfeiçoa na fraqueza (as nossas)! O apóstolo está dizendo que aprendeu a ter prazer em reconhecer suas fraquezas e limitações, pois esse é o caminho para que o poder de Deus opere em nossas vidas.

Caminhar com o rosto desvendado não nos liberta apenas do alto custo (espiritual e emocional) de se viver de “teatro”, mas ainda permite que sejamos trabalhados e transformados pelo Senhor.

FINALMENTE,

  • “O Senhor, contudo, disse a Samuel: Não considere a sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração.”  (1 Samuel 16.7)

O homem tenta manter a aparência porque é assim que os outros homens o veem e medem. Deus quer do homem a transparência não somente pelo fato d’Ele já conhecer o nosso coração, mas, também, porque quer que nós aprendamos a mostrar o nosso interior aos homens (que não podem vê-lo).

Que o entendimento dessas verdades nos ajude a abandonar qualquer expressão de hipocrisia de modo a, pela graça de Deus, andarmos como Paulo: com o rosto desvendado. Concluo com as palavras de Thomas Watson: “É melhor desmascarar nossos pecados antes que eles nos desmascarem”. (Sou profundamente grato ao Pr Luciano Subirá pelas idéias que retirei para esta mensagem).

Pr Josenildo Oliveira Silva

Dia de Consagração de Pastores e Líderes

Acampamento da IBNF – 20/02/2015

010 – A URGENTE NECESSIDADE DE AVIVAMENTO


TEXTO: Marcos 9,29-30 – TEMA: A URGENTE NECESSIDADE DE AVIVAMENTO – 010

 INTRODUÇÃO

Monte da Transfiguração.

A luta dos discípulos.

A ação de Jesus.

Esta história é uma perfeita representação da nossa condição atual. Aqui, neste menino, vemos o mundo moderno, e nos discípulos, vemos a Igreja de Deus, como está nesta hora presente.

Acaso não é óbvio para todos nós que a Igreja está falhando, que não tem o mesmo impacto que tinha em tempos passados?  Ela está tentando como os discípulos, fazer o melhor possível, talvez, num sentido, mais ativa do que nunca, e, no entanto está falhando em tratar da situação.

A pergunta é esta: Por que nós não podemos expulsá-lo? Por que estamos falhando? Qual é o problema? Qual é a causa deste fracasso?

 I – A primeira resposta é “ESTA CASTA”.

Jesus está dizendo, em outras palavras, que a primeira coisa que precisamos aprender é a diferenciar entre um caso e outro.

Há uma diferença entre “esta casta” e os casos de possessões tratados anteriormente pelos discípulos (Lucas 10). Casos em que eles foram bem sucedidos.

Era preciso fazer um diagnóstico correto do problema: este, como os demais, era um caso de possessão demoníaca. Mas há uma diferença entre demônio e demônio. No reino do Maligno há graus, há uma espécie de hierarquia (Ef. 6,1ss). Há uma escala e no topo está Satanás, o príncipe das potestades do ar, do espírito que opera nos filhos da desobediência (Ef.2,2). Ali está ele, com todo o seu grandioso poder. Debaixo dele, porém, estão todos estes vários outros espíritos que variam muito em força e poder.

Até aquele momento os discípulos depararam com poderes inferiores. Agora, porém, depararam com uma “casta” de poder superior no reino das trevas.

Como cristãos estamos conscientes da profundidade do problema que confrontamos, num sentido espiritual, na presente época? Qual é o diagnóstico correto da nossa época?

< A própria fé em Deus praticamente desapareceu – há uma negação total do espiritual.

< Não somente isso, a autoridade da Bíblia não é mais reconhecida: um livro qualquer, literatura apenas, nada de Palavra de Deus inspirada.

< Jesus Cristo não passa de um grande reformador e líder religioso – sua deidade, nascimento sobrenatural, morte expiatória, milagres, ressurreição, ascensão, tudo é negado.

< Acima e além de tudo isso, somos confrontados pela forma como as pessoas vivem. Não é mais uma simples questão de imoralidade. Nossa sociedade tornou-se uma sociedade amoral ou não moral – o lema é: “MAL SEJA TU MEU BEM.”

 II – Em segundo lugar, o Senhor continua dizendo que “ESTA CASTA NÃO PODE SAIR COM COISA ALGUMA”.

            Há certas coisas que  são totalmente inúteis, quando aplicadas a “esta casta”. ‘Vocês falharam neste caso em particular porque o poder que vocês tinham e que foi suficiente e adequado para outros casos, é inadequado e sem valor aqui.’

Amados, não está se ornando óbvio para nós evangélicos, que tantas coisas que colocamos  a nossa confiança e em que depositamos a nossa fé estão provando não ser de nenhum proveito no trato, no confronto, com as “castas” que dominam os homens em nossos dias?

Eis algumas destas coisas ou alguns desses recursos e meios que ainda estamos depositando muita esperança: -apologética; debates ciência x Bíblia; arqueologia; novas traduções da Bíblia; rádio e televisão; literatura (revistas, livros, folhetos); cruzadas evangelísticas; evangelho social; influência política…

Quais são os resultados do emprego desses meios e recursos? Técnicas, dinheiro, máquinas…?

Há conversões aqui e ali. Igrejas aqui e ali crescem. Mas, e a maioria dos homens e mulheres, as classes trabalhadoras, os estudantes, os dirigentes políticos, os presos, os drogados, os moradores dos edifícios e condomínios fechados… estão sendo persuadidos, estão sendo influenciados? O país está recebendo o impacto dos projetos e campanhas dos evangélicos?

Amados, há certos métodos e certas coisas que fizemos para conquistar o mundo que se tornaram totalmente inúteis. Foram bons e suficientes em outras épocas. Causaram algum impacto e produziu algum resultado em outro tempo, em outras circunstâncias, em certos lugares e culturas.

Estamos próximos a passarmos por um grande avivamento pela simples razão que estamos chegando ao fim de nós mesmos, de nossos esforços, nossos métodos e estratégias e já estamos cansados de lutar contra esta “casta”.

Então vejamos, em terceiro e último lugar, o caminho de vitória para os discípulos de Cristo no confronto com “as castas” deste tempo.

 III – Jesus aponta o caminho completando a sua resposta aos discípulos “…A NÃO SER COM ORAÇÃO E JENJUM.”

            ‘Vocês não têm poder suficiente. Eu fiz o que vocês não puderam fazer porque eu tenho PODER, porque estou cheio do PODER DO ESPÍRITO  SANTO. Vocês nunca serão capazes de lidar com esta “casta” até  que tenham buscado de Deus o poder que só Ele pode lhes dar.’

‘Vocês têm que se conscientizar de sua necessidade, de sua impotência, de sua incapacidade. Vocês precisam compreender que estão confrontando algo que é profundo demais para ser resolvido pelos seus métodos, vocês precisam de algo que pode atingir esse poder maligno e abala-lo, e há somente uma coisa que pode fazer isso: É O PODER DE DEUS ( Atos 1,8).

Amados, não necessitamos de mais conhecimento, mais apologética, mais organizações, mais métodos, mais recursos… NÃO! NÃO! NÃO! O que precisamos é do PODER DE DEUS que pode expulsar as castas da incredulidade, imoralidade, indiferença, materialismo, idolatria, feitiçaria, cegueira espiritual que dominam o povo de nossa cidade e de nosso país. Poder  que pode entrar nos corações dos homens e humilhá-los, quebrantá-los e restaurá-los.

Amados, sem esse PODER não podemos enfrentar a Satanás e ao mundo hostil. Não vejo esperança para este menino, para este mundo dominado e escravizado por Satanás até que nós, membros da Igreja de Jesus Cristo, estejamos orando pela vinda do PODER DE DEUS sobre nós. Orando com JENJUM. Orando com URGÊNCIA E PERSEVERANÇA. Orando na Igreja, no lar, na fábrica, na escola, na fazenda…

O  caminho para o AVIVAMENTO  que precisamos nesses dias é a ORAÇÃO E A UNÇÃO DO ESPÍRITO SANTO. Os recursos materiais e humanos, as técnicas e métodos devem ser regados com o óleo da Unção do Espírito Santo mediante o movimento intenso de oração da Igreja.

     CONCLUSÃO

                        “ESTA CASTA” – façamos o diagnóstico correto do momento presente…

“… NÃO SAI COM COISA ALGUMA…” – compreendamos a futilidade de todos os nossos esforços, métodos, recursos materiais…

            “… A NÃO SER COM ORAÇÃO E JEJUM’. – sintamos a nossa absoluta necessidade de Oração e Jejum  que trará o AVIVAMENTO ESPIRITUAL pelo revestimento de Poder e Unção do Espírito Santo em NÓS.

009 – UM DIA NA AGENDA DE JESUS


TEXTO: Mateus 6, 7 e 8 – TEMA: UM DIA NA AGENDA DE JESUS – 009

INTRODUÇÃO

E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.E a sua fama correu por toda a Síria, e traziam-lhe todos os que padeciam, acometidos de várias enfermidades e tormentos, os endemoninhados, os lunáticos, e os paralíticos, e ele os curava.E seguia-o uma grande multidão da Galiléia, de Decápolis, de Jerusalém, da Judéia, e de além do Jordão. Mateus 4:23-25

MANHÃ – 09h – Seminário no Monte (Mateus 5,6 e 7) >>> DESTAQUES:

Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
Mateus 5:8

Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,
Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.
Mateus 5:23-24

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.
Mateus 5:27-28

Eu, porém, vos digo que de maneira nenhuma jureis; nem pelo céu, porque é o trono de Deus;
Nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei;
Nem jurarás pela tua cabeça, porque não podes tornar um cabelo branco ou preto.
Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.
Mateus 5:34-37

Ouvistes que foi dito: Amarás o teu próximo, e odiarás o teu inimigo.
Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;
Mateus 5:43-44

Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;
Se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas.
Mateus 6:14-15

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.
Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.
Mateus 6:33-34

E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?
Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu?
Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão.
Mateus 7:3-5

Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.
Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á.
Mateus 7:7-8

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade. Mateus 7:21-22

Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas. Mateus 7:12

11h – JESUS DESCE DO MONTE

E, descendo ele do monte, seguiu-o uma grande multidão.E, eis que veio um leproso, e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo.E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra.Disse-lhe então Jesus: Olha, não o digas a alguém, mas vai, mostra-te ao sacerdote, e apresenta a oferta que Moisés determinou, para lhes servir de testemunho. Mateus 8:1-4

12h – JESUS ENTRA EM CAFARNAUM

E, entrando Jesus em Cafarnaum, chegou junto dele um centurião, rogando-lhe,E dizendo: Senhor, o meu criado jaz em casa, paralítico, e violentamente atormentado.E Jesus lhe disse: Eu irei, e lhe darei saúde.E o centurião, respondendo, disse: Senhor, não sou digno de que entres debaixo do meu telhado, mas dize somente uma palavra, e o meu criado há de sarar.Pois também eu sou homem sob autoridade, e tenho soldados às minhas ordens; e digo a este: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem; e ao meu criado: Faze isto, e ele o faz.E maravilhou-se Jesus, ouvindo isto, e disse aos que o seguiam: Em verdade vos digo que nem mesmo em Israel encontrei tanta fé.Mas eu vos digo que muitos virão do oriente e do ocidente, e assentar-se-ão à mesa com Abraão, e Isaque, e Jacó, no reino dos céus;E os filhos do reino serão lançados nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.Então disse Jesus ao centurião: Vai, e como creste te seja feito. E naquela mesma hora o seu criado sarou.Mateus 8:5-13

12h30 – ALMOÇO NA CASA DE PEDRO

E Jesus, entrando em casa de Pedro, viu a sogra deste acamada, e com febre.E tocou-lhe na mão, e a febre a deixou; e levantou-se, e serviu-osMateus 8:14-15

15h – CULTO NA PRAÇA

E, chegada a tarde, trouxeram-lhe muitos endemoninhados, e ele com a sua palavra expulsou deles os espíritos, e curou todos os que estavam enfermos; Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças.
Mateus 8:16-17

17h – JESUS DESPEDE DA MULTIDÃO E ORDENA OS DISCÍPULOS QUE PREPAREM O BARCO

E Jesus, vendo em torno de si uma grande multidão, ordenou que passassem para o outro lado;
E, aproximando-se dele um escriba, disse-lhe: Mestre, aonde quer que fores, eu te seguirei.E disse Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu têm ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça.E outro de seus discípulos lhe disse: Senhor, permite-me que primeiramente vá sepultar meu pai.Jesus, porém, disse-lhe: Segue-me, e deixa os mortos sepultar os seus mortos.
Mateus 8:18-22

18h – JESUS ENTRA NO BARCO, DORME E ENFRENTA UMA TEMPESTADE

E, entrando ele no barco, seus discípulos o seguiram;E eis que no mar se levantou uma tempestade, tão grande que o barco era coberto pelas ondas; ele, porém, estava dormindo.E os seus discípulos, aproximando-se, o despertaram, dizendo: Senhor, salva-nos! que perecemos.E ele disse-lhes: Por que temeis, homens de pouca fé? Então, levantando-se, repreendeu os ventos e o mar, e seguiu-se uma grande bonança.
E aqueles homens se maravilharam, dizendo: Que homem é este, que até os ventos e o mar lhe obedecem? Mateus 8:23-27

19h – JESUS CHEGA A PROVÍNCIA DOS GERGESENOS

E, tendo chegado ao outro lado, à província dos gergesenos, saíram-lhe ao encontro dois endemoninhados, vindos dos sepulcros; tão ferozes eram que ninguém podia passar por aquele caminho.E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo?
E andava pastando distante deles uma manada de muitos porcos.E os demônios rogaram-lhe, dizendo: Se nos expulsas, permite-nos que entremos naquela manada de porcos.E ele lhes disse: Ide. E, saindo eles, se introduziram na manada dos porcos; e eis que toda aquela manada de porcos se precipitou no mar por um despenhadeiro, e morreram nas águas.Os porqueiros fugiram e, chegando à cidade, divulgaram tudo o que acontecera aos endemoninhados.E eis que toda aquela cidade saiu ao encontro de Jesus e, vendo-o, rogaram-lhe que se retirasse dos seus termos.
Mateus 8:28-34

(Nesta mensagem fui apresentando a agenda e comentando e aplicando os textos. Foi tremendo!

008 – DEUS CUIDA DE VOCÊ


TEXTO: Salmo 23 – TEMA: DEUS CUIDA DE VOCÊ – 008

Certa vez ouvi o desabafo de uma mulher divorciada que ficara com o encargo de terminar de criar seus três filhos sozinha, praticamente sem nenhuma pensão do ex-marido. Ela dizia:
    “Todo mundo pensa que eu sou forte, mas eu não sou forte, não. Eu estou cansada de bancar a forte. Tenho que ser pai e mãe ao mesmo tempo. Além dos meus problemas, as pessoas ainda me procuram para ajudá-las.
     Eu estou cansada. Eu não sou forte.
     Eu cuido de todo mundo, mas ninguém cuida de mim. Eu preciso de alguém que cuide de mim”. 

Alguma vez você já se sentiu assim, cuidando de todo mundo, mas sem ninguém pra cuidar de você?

                        O Rei Davi, autor deste salmo, registra um maravilhoso e eterno testemunho:
– O Senhor é o meu pastor!

Depois de passar por várias guerras, lutas, rebeliões, graves problemas familiares e um monte de coisas mais, ele olha para trás e percebe que Deus sempre estivera ao seu lado, cuidando dele. Ao dizer “O Senhor é o meu pastor”, na verdade ele está dizendo:

DEUS CUIDA DE MIM!

     Na sua juventude ele tinha sido um pastor de ovelhas, por isso, para retratar o cuidado de Deus sobre a sua vida, o rei Davi traça vários paralelos entre Deus e um pastor de ovelhas exemplar:

  1. Deus supre as necessidades básicas dos seus filhos.
    “O Senhor é o meu pastor, nada me faltará” – vs 1.
    Um bom pastor jamais deixava faltar água e alimento para suas ovelhas.Foi o próprio Jesus quem garantiu, em Mateus 6.31-32: “Não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? Ou: Que havemos de beber? Ou: Com que havemos de vestir… Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso”.
    Tranqüilize seu coração: DEUS CUIDA DE VOCÊ (E DE MIM)
    2. Deus conduz os seus filhos.
    “Deitar-me faz em pastos verdejantes; guia-me mansamente a águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me nas veredas da justiça por amor do seu nome” – vs. 2-3.

    Um bom pastor jamais deixava de conduzir suas ovelhas. Sempre à frente, garantia-lhes a segurança.

O profeta Isaías afirma(58.11): “O Senhor te guiará continuamente, e te fartará até em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca falham”.

    Precisamos ser honestos e admitir que às vezes nos sentimos desorientados; mas, uma coisa eu aprendi neste caminho: A direção de Deus em minha vida são como os sinais de trânsito: Uma placa de cada vez, no ponto certo do trajeto.

Portanto, caminhemos com fé, até encontrarmos a próxima “placa”, a próxima orientação. Não sofras: DEUS CUIDA DE VOCÊ (E DE MIM).

3. Deus protege os seus filhos – vs. 4.
    “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam”.

Um bom pastor jamais deixava de proteger suas ovelhas, lutando contra lobos, ladrões e chacais.

     Mais uma vez, é o profeta Isaías que nos conforta (41.11-14): “Eis que envergonhados e confundidos serão todos os que se irritam contra ti; tornar-se-ão em nada; e os que contenderem contigo perecerão. Quanto aos que pelejam contigo, buscá-lo-ás, mas não os acharás; e os que guerreiam contigo tornar-se-ão em nada e perecerão. Porque eu, o Senhor teu Deus, te seguro pela tua mão direita, e te digo: Não temas; eu te ajudarei. Não temas, ó bichinho de Jacó, nem vós, povozinho de Israel; eu te ajudo, diz o Senhor, e o teu redentor é o Santo de Israel”.

Não temas: DEUS CUIDA DE VOCÊ (E DE MIM).

  1. Deus mantém com seus filhos uma relação de amizade.
    “Preparas uma mesa perante mim, na presença dos meus inimigos; unges com óleo a minha cabeça, o meu cálice transborda” – vs. 5.

    (Obs: Esta coisa de preparar uma mesa na presença dos inimigos e ungir a cabeça com óleo, eram partes de um antigo costume que anunciava que ali havia uma aliança, uma forte amizade entre aquelas pessoas).
    Um bom pastor mantinha com suas ovelhas uma relação de confiança e amizade.
    O próprio Deus, na pessoa de Cristo nos diz em João 15.15: “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor, mas chamei-vos amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos dei a conhecer”.
    Alegre-se, pois, além de suprir nossas necessidades, nos conduzir e nos proteger, DEUS QUER MANTER CONOSCO UMA RELAÇÃO DE AMIZADE.
  2. Deus age com bondade e misericórdia para com seus filhos – vs. 6.
    Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias”.

     Em Marcos 5.19, há o registro de um destes momentos em que a misericórdia de Deus se manifesta na vida de um homem:
“Jesus, porém, não lhe permitiu, mas disse-lhe: Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes o quanto o Senhor te fez, e como teve misericórdia de ti”.

Conclusão

     Regozije-se, pois DEUS SE IMPORTA COM SEUS FILHOS. DEUS CUIDA DE VOCÊ (E DE MIM)

O nosso Deus é o Deus
– Que supre;
– Que conduz;
– Que protege;
– Que mantém uma relação de amizade, e;
– Age com bondade e misericórdia para com seus filhos.

Aleluia! Confiemos e nos alegremos no Senhor.  

007 – DESCANSAR, SONHAR E ADORAR


TEXTO: Gênesis 28.10-19 – TEMA: DESCANSAR, SONHAR E ADORAR – 007

INTRODUÇÃO:

Certa vez ouvi alguém dizer que ‘quando Deus não muda as coisas, Ele nos muda em relação a elas’. Quando oramos para que as coisas mudem, muitas vezes nós é que precisamos mudar interiormente.

Em muitas situações, tentamos fazer concertos e remendos em nossas vidas, mas na verdade é preciso recomeçar. Não adianta mudar de emprego, casa, cidade, médico, relacionamentos, e tudo o mais sem mudar interiormente nosso viver.

Jacó estava vivendo um momento muito difícil em sua vida. Ao mesmo tempo em que começava um novo tempo de mudanças (v.10). Havia se desentendido com seu irmão Esaú e este queria mata-lo (Gênesis 27.42). Por isso fugiu para a casa de seus parentes e quis encontrar uma esposa para recomeçar sua vida (Gênesis 28.1,2).

Jacó caminhava e estava tão cansado e preocupado que não tinha nem mesmo onde dormir, por isso, quando estava exausto, dormiu sobre uma pedra como travesseiro no meio do caminho (v.11).

Jacó havia recebido a bênção de seu pai Isaque (Gênesis 28.3,4), mas agora receberia a bênção do próprio Deus (Gênesis 28.14).

Muitas vezes estamos como Jacó, fugindo dos problemas, dificuldades na família, carentes da bênção do Senhor, cansados e precisando começar tudo de novo.

Existem pedras tão grandes em nossas vidas que não conseguimos tirar de nosso caminho. É preciso transformar estas pedras para que deixem de ser problemas e se tornem bênçãos.

Como transformar pedras em minha vida?

Vamos aprender com Jacó, como transformou as pedras de sua vida:

1- Transforme sua pedra em um TRAVESSEIRO“tomou uma das pedras do lugar e fê-la seu travesseiro” v.11

A primeira coisa que aprendemos com Jacó é que em tempos difíceis precisamos encontrar um tempo para descansar no Senhor. Para mudar é preciso parar. Se eu quiser mudar minha direção, devo primeiro parar e então retornar. Não adianta prosseguir se está dando tudo errado.

Jacó descansou no meio da tribulação. Reconheceu que não adiantaria prosseguir cansado como estava, mas precisava parar um pouco antes de continuar e recompor suas energias.

Você está fugindo de seus problemas e cansado como Jacó? Jesus diz para você: “vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei” (Mateus 11.28).

Se você for olhar suas contas, as obrigações mensais, os impostos que vencerão, as coisas que deseja comprar e tudo o que as pessoas querem que você faça, você fica sufocado. Jesus sabia que o pior mal dos últimos tempos seria a ansiedade e a depressão (Mateus 6.25). O ser humano não foi criado por Deus para viver sob pressão e estresse, por isso Jesus mandou olhar para os lírios e passarinhos para aprender sobre o cuidado de Deus sobre nós (Mateus 6.26 e 28).

Se você prosseguir cansado como está, não conseguirá alcançar seu objetivo, por isso “descansa no Senhor e espera nele” (Salmos 37.7). Então tire um tempo para refletir e descansar. Apresente todas as suas ansiedades a Deus em oração (Filipenses 4.6).

Existem pedras no seu caminho? Está difícil continuar sua caminhada?

Descanse no Senhor e Ele vai restaurar a sua vida novamente!

2- Transforme sua pedra em um SONHO: “e sonhou” (v.12)  No meio desta dificuldade toda Jacó teve um lindo sonho. Ele viu que aquela pedra seria o primeiro degrau de uma grande escada que de tão alta atingia até o céu. Nesta escada havia um grande movimento de anjos subindo e descendo.

Este sonho seria a força que precisava para inspirar sua vida dali para frente. Sua vida que parecia um pesadelo, agora se transformaria em um sonho de Deus.

Os sonhos se tornam como ideais para nossa vida. Uma razão de acordar, levantar e lutar. Como é triste quando vemos pessoas que desistiram de seus sonhos. Quando encontram uma pedra no caminho, pensam em desistir por que não conseguem mais sonhar. Há muito tempo alguém me ensinou que ‘um homem sem sonho é um homem morto’.

No sonho de Jacó “os anjos de Deus subiam e desciam” (v.12). Isso significa que enquanto descansamos Deus continua trabalhando por nós. Muitas vezes ficamos apavorados pensando o que fazer e queremos resolver tudo do nosso jeito, mas não adianta. Por isso é importante descansar e deixar Deus agir.

Quando oramos existe uma grande movimentação de anjos em nossas vidas, pois os anjos são“espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação”(Hebreus 1.14).

Você tem um sonho?

Deus quer trabalhar em sua vida e realizar seus sonhos!

3- Transforme sua pedra em um ALTAR: “tomou a pedra que havia posto por travesseiro e a erigiu em coluna sobre cujo o topo entornou azeite. E ao lugar, cidade que outrora se chamava Luz, deu o nome de Betel” v.18-19

Aquela mesma pedra que antes era um problema, Jacó a transformou em um travesseiro para descanso e ali sonhou, agora ele se levanta e transforma a pedra em um altar para adorar a Deus. Aquele lugar foi marcado por aquela pedra e ganhou o nome de Betel que significa ‘casa de Deus’(v.17).

Muitas pessoas, quando passam por problemas, a primeira coisa que deixam de fazer é orar, ir ao culto e louvar a Deus. Neste momento é que mais precisamos de Deus e devemos orar mais, ler mais a palavra e nos consagrar inteiramente ao Senhor. O diabo gosta de colocar umas pedras no caminho do crente e fica mais alegre ainda quando vê que isso o impede de orar.

Deus não tem culpa de nossos problemas. Muitas vezes as dificuldades que enfrentamos são consequências de outras coisas que fizemos e não podemos culpar Deus por isso. Contudo podemos buscar sua face pedindo sua misericórdia e esperando sua salvação para mudar a nossa sorte.

Como transforme as pedras em um altar para Deus? Um pregador dizia que ‘crente não tem problemas e sim motivos de oração’. Quando fazemos de nossos problemas em motivos de oração, os problemas deixam de ser problemas e se transformam em bênçãos porque vemos Deus agir em nosso viver.

Você está passando por tribulações? Quanto mais pedras encontrar, adore mais ao Senhor!

QUANDO HOUVER PEDRAS NO CAMINHO, DESCANSE, SONHE E ADORE!

CONCLUSÃO“na verdade o Senhor está neste lugar e eu não sabia” v.16

Jacó pensava que estava sozinho e que aquele lugar não tinha a bênção de Deus. Pensou que nunca mais voltaria ali, mas Deus lhe prometeu dar aquela terra (v.15) e que sua família que Jacó pensara que tinha acabado, seria abençoada pelo Senhor (v.14). Aquele lugar difícil foi onde Jacó mais foi abençoado (v.17).

Não adianta fugir de seus problemas. No lugar onde está Deus pode te abençoar, bem como sua família. Se tiver uma pedra aqui e você fugir dela, haverá outras pedras mais adiante. Quando pensamos que tudo está acabado, Deus se levanta para recomeçar por nós e fazer tudo melhor ainda. De tão atribulados pensamos às vezes que Deus não está conosco. Mas você não está sozinho. Deus está contigo!

Aquela pedra que era um problema na vida de Jacó virou um travesseiro para ele descansar em Deus, foi um sonho para ele ver Deus trabalhar em sua vida e também um altar de adoração ao Senhor. Lembre-se que quando encontrar uma pedra em seu caminho e não puder removê-la de tão cansado que estiver ou de tão grande que ela seja você pode descansar em Deus, pode sonhar e adorar ao Senhor!

006 – FAZENDO DIFERENÇA NA MINHA GERAÇÃO


TEXTO: Gênesis 6.9 – TEMA: FAZENDO DIFERENÇA NA MINHA GERAÇÃO – 006

GÊNESIS 6: 9 – Esta é a história da família de Noé: Noé era homem justo, íntegro entre o povo da sua época; ele andava com Deus”.

Que legado estou deixando para as gerações futuras?
Quero chamar atenção a respeito do legado(herança) que estamos deixando para a nossa geração se é que temos a intenção de alcançá-las para cristo. O texto que lemos e que usaremos para a nossa meditação nos trás muitas lições através da vida de Noé.  Noé deixou um excelente legado para a sua geração e é o que estaremos focando nesta mensagem.

1º. NOÉ ERA HOMEM ÍNTEGRO E JUSTO NA SUA GERAÇÃO
Nesse texto lemos algumas características importantes. Noé tinha um estilo de vida diferente da sua geração. Noé achou graça diante de Deus. Deus se agradou de Noé porque ele amava a pureza de coração. Noé andava com Deus. Você gostaria de ser como Noé? Noé alcançou as suas gerações.

2º. NOÉ OUVIA A VOZ DE DEUS

A Bíblia mostra que Noé ouviu a advertência e as instruções de Deus. E não somente isso, mas ele agiu, pregou aos homens da sua geração, e creu para si mesmo e para a sua família, e preparou a arca para a salvação de sua casa. Tudo porque Ele ouviu a voz de Deus, e creu e agiu. Se quisermos alcançar as nossas gerações precisamos ouvir a voz do Espírito Santo. Precisamos aplicá-la em nossa vida, em nossa família e no ministério. Você quer conquistar as suas gerações? Então ouça a voz do Espírito Santo.

3º. NOÉ CUMPRIU OS PLANOS DE DEUS
O verdadeiro discípulo é o que renuncia aos seus próprios planos para cumprir a visão de Deus. Noé deixou seus próprios planos para realizar o propósito de Deus. Por isso Jesus disse que quem não renuncia a tudo quanto tem e à sua própria vida não pode ser seu discípulo. Os planos de Deus são mais elevados e são planos de redenção de vidas. Ele foi fiel ao Senhor e fez tudo exatamente como o Senhor lhe havia ordenado (6.22 e 7.5). Se for necessário abandonar os seus planos, não tenha dúvidas. Deus estará com você. Quem sabe muitos zombaram de Noé, chamando-o de louco. Mas Noé não ficou confundido nem envergonhado. Deus cumpriu sua palavra e ele viu a glória de Deus. Noé fez a sua parte e pôde contemplar a glória de Deus, salvando sua vida e família. Por um ano eles vaguearam por sobre as águas, mas Deus estava no controle.

4º. NOÉ OFERTOU O SEU MELHOR PELAS SUAS GERAÇÕES
Quando as águas do dilúvio baixaram Noé ofereceu holocaustos ao Senhor (8.20). Ele deu o melhor ao Senhor, porque ofertou animais limpos. Ele não tinha muito deles, mas isso não o impediu de ofertar o seu melhor. Ele não somente estava grato a Deus pelo livramento, mas ele ofertou pelas suas gerações. Noé viu a dureza do coração daquela geração e também o fim trágico deles. Então Noé pediu a Deus para que não voltasse a destruir a humanidade com dilúvio.

CONCLUSÃO 

  • GOSTARIA QUE VOCÊ RESPONDESE COM SINCERIDADE: QUE LEGADO VOCÊ ESTA DEIXANDO PARA SEUS FILHOS, NETOS, FAMILIARES, AMIGOS E PARA SUA GERAÇÃO?
  • O SENSO DE “JUSTIÇA, INTEGRIDADE, HONESTIDADE E O DE ANDAR COM DEUS” OU DA MENTIRA, DA INJUSTIÇA, DA DESONESTIDADE?
  • O FUTURO DA SUA GERAÇÃO DEPENDE DE VOCÊ. LEIA JUÍZES. 2: 10, 13.  Ministração e Apelo.

005 – CINCO REVELAÇÕES DE JOÃO 3.16


TEXTO: João 3.16 – TEMA: 005 – CINCO REVELAÇÕES DE JOÃO 3.16

1- REVELAÇÃO DO MAIOR AMOR“Porque Deus amou ao mundo de tal maneira…”

  • “Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito amor com que nos amou.”Efésios 2:4
  • “Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos”.1 João 4:9
  • “E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado”.Romanos 5:5
  • “Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores”.Romanos 5:8
  • Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.Romanos 8:39
  • 2- REVELAÇÃO DO MAIOR PRESENTE“que deu seu filho unigênito…”
  • “Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei”,Gálatas 4:4
  • “Jesus lhes respondeu, e disse: A minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou”.João 7:16
  • “Disse-lhes, pois, Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós”.João 20:21
  • “E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste”.João 17:3

ENVIADO PARA SALVAR O PECADOR ATRAVÉS DE SEU SACRIFÍCIO NA CRUZ DO CALVÁRIO

  • “E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave”.Efésios 5:2
  • “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado”, 1 Pedro1:18,19

 3- REVELAÇÃO DA MAIOR DECISÃO“para que todo aquele que nele crê…”

  • “E dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho”.Marcos 1:15
  • “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos do refrigério pela presença do Senhor,”Atos 3:19
  • “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim”.João 14:1
  • “Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado”.Marcos 16:16

Ilustração: O evangelista prega numa mina de diamantes…

 4- REVELAÇÃO DO MAIOR LIVRAMENTO“não pereça…”

TERRÍVEL SERÁ A SITUAÇÃO DAQUELES VÃO PERECER POR REJEITAREM O MAIOR PRESENTE DE DEUS E NÃO TOMAREM A DECISÃO DE CRER E CONFIAR NELE. Vejamos:

  • “E naqueles dias os homens buscarão a morte, e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles”.Apocalipse 9:6
  • “E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes”.Mateus 13:42
  • “E no inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio”.Lucas 16:23

CRISTO É A PONTE , É O NOSSO MEDIADOR…

Ilustração: O equilibrista e as cataratas do Niágara.

 5- REVELAÇÃO DA MAIOR BÊNÇÃO, GRAÇA, VITÓRIA“e tenha a vida eterna…”

  • “E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho”.1 João 5:11
  • “E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna”.1 João 2:25
  • “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna”.João 6:47
  • “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor”.Romanos6:23
  • E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.João 10:28

004 – QUANDO ESTOU NO ESCURO


TEXTO: Isaías 50.10 – TEMA: QUANDO ESTOU NO ESCURO – 004

escuro“Quem há entre vós que tema ao Senhor e ouça a voz do seu servo? Quando andar em trevas, e não tiver luz nenhuma, confie no nome do Senhor, e firme-se sobre o seu Deus” Isaías 50:10

INTRODUÇÃO

Você está experimentando um tempo escuro em sua vida? Você tem um filho rebelde? Você já experimentou uma crise financeira? Alguém machucou o seu coração ou tirou vantagem de você? Você não é capaz de entender o que está acontecendo em sua vida?

A pergunta que os cristãos fazem mais do que qualquer outra é “Por quê?” Por que meu filho teve que morrer? Por que eu não consegui livrar meu filho das drogas? Por que o meu marido ou esposa tem que destruir o meu coração? Por que o meu negócio tem que ir à falência? Por que Deus permitiu a doença vir a mim ou aos meus entes queridos? Por que Deus cura essa pessoa e não me cura? Por quê? Por quê? Por quê?

O que fazer quando as luzes se apagam? O que fazemos quando a escuridão vem em nossa vida? Quando íamos na escola, primeiro aprendíamos as lições e depois fazíamos as provas. No entanto, na vida nós primeiro passamos pelas provas e depois aprendemos as lições. Nesta mensagem há lições a serem aprendidas quando as luzes se apagam em nossas vidas e nos encontramos em meio a uma profunda escuridão de medo, tristeza, dúvidas, pressões, perdas… A primeira lição é:

I – VOCÊ NÃO ESTÁ LIVRE DE PASSAR PELO VALE DA ESCURIDÃO! (Isaias 50:10)

Nosso texto bíblico não está falando de alguém que tenha se afastado de Deus. Esta pessoa teme e ama o Senhor.  A pessoa que mais teme a Deus, mais ama a Deus. mais íntima de Deus. Esta pessoa obedece a voz de Deus. Há uma idéia distorcida que se uma pessoa se torna um cristão, a vida será somente mel; somente luz do sol e rosas e nenhuma chuva e ervas daninhas, e nenhuma tempestade, e nenhuma noite escura, nenhuma crise, nenhuma perda. Não há nenhuma base bíblica para crer nisso.

Há dezenas de milhares de cristãos em todo o mundo, que temem e amam o Senhor e ainda estão experimentando escuridão. Mais de 150.000 cristãos foram martirizados no ano passado em todo o mundo. Jó disse: “Deus colocou a escuridão em meu caminho” (Jó 19:8). Habacuque exclamou: “Até quando Senhor, clamarei eu, e tu não escutarás? ” (Habacuque 1:2). João Batista enviou mensageiros da prisão e perguntou a Jesus: “Você é realmente o Messias ou devemos esperar outro?” Cada um desses grandes homens de Deus chegou a um momento em suas vidas que eles não entenderam ou compreenderam o porquê e o que estava acontecendo com eles totalmente. As estes seguem outros personagens bíblicos: Moisés, Elias, Davi…

Se você ler as histórias dos grandes santos da história, não há praticamente um deles que não experimentou a noite escura da alma. Se você está em escuridão, não significa necessariamente que você está fora da vontade de Deus ou que você pecou diante do Senhor. Tudo que acontece na vida dos servos de Deus tem propósitos. Deus está mais interessado que você entenda o “para quê” do que dar uma resposta para suas perguntas:  “por quê?”. A segunda lição é:

II – VOCÊ PRECISA DAR DOIS PASSOS DE FÉ QUANDO ESTIVER NA ESCURIDÃO (Is.50. 10)

Quando você mais cresceu espiritualmente em sua vida? Durante um tempo de bênçãos ou de provações? Não é verdade que quando o  problema bate na porta do nosso coração, amadurecemos mais do que em outros momentos da nossa vida? A fé é como filme: Se desenvolve melhor na escuridão.

Como Deus desenvolve nossa fé na escuridão? Deus nos diz para dar dois passos. Em primeiro lugar, devemos olhar para o Senhor (“confiança no Senhor”). Vivemos de promessas, não de explicações. Só porque não faz sentido para nós, não significa que não faz sentido para Deus. Só porque não faz sentido agora, não significa que não vai fazer sentido mais tarde. Thomas Watson disse: “Onde a razão mal pode andar, a fé pode nadar”. Temos de continuar permanecendo na Palavra de Deus, independentemente do que está acontecendo na nossa vida. A Palavra de Deus nunca muda. Ela permanece constante através de todas as épocas da nossa vida.

Devemos continuar vivendo de acordo com a Palavra de Deus, apesar de tempos difíceis surgirem em nosso caminho. Devemos continuamos entregando o dízimo e ofertas, embora possa ter havido uma dificuldade financeira. Devemos continuar confiando no Senhor, mesmo que nós não possamos compreendê-Lo. Devemos continuar assistindo na casa de Deus, mesmo que tempos difíceis vêm para a nossa família. Devemos continuar tendo o nosso tempo de silêncio com Deus mesmo que a doença venha a nós. Nós simplesmente devemos permanecer na Palavra de Deus. As promessas de Deus permanecem a mesma se o sol estiver brilhando ou se a escuridão vier a nós. O segundo passo é firmar-se no Senhor (“se firme sobre o seu Deus”).

Em segundo lugar, você se apoiar em Deus: “firme-se sobre  o seu Deus.” Quando você está no escuro, você não precisa de uma explicação, você precisa de Deus. É mais importante estar com Deus no vale da escuridão do que estar em luz sem Ele.

Às vezes, Deus remove todas as respostas, a fim de dar-nos a Si mesmo. Um relacionamento é mais importante do que uma razão, uma explicação. Deus deseja usar-nos mesmo em meio a escuridão. John Milton, na escuridão de sua cegueira, escreveu Paraíso Perdido. Enquanto John Bunyan estava na prisão de Bedford, Londres, Inglaterra, escreveu o Peregrino. Durante o exílio de João na ilha de Patmos, ele escreveu o livro do Apocalipse.   Deus quer desenvolver nossa fé. Nunca duvide na escuridão do que você aprendeu na luz. A prova de nosso caráter não é o que fazemos em um culto de adoração. A prova de nosso caráter é o que fazemos no escuro.

Pouco antes da morte de Madre Teresa, ela disse: “Você nunca vai saber que Jesus é tudo que você precisa até que tudo que você tem é Jesus”. A terceira lição é:

III – VOCÊ DEVE RESISTIR A TENTAÇÃO DE ACENDER FOGO ESTRANHO NA ESCURIDÃO (Isaias 50:11)

“Eis que todos vós, que acendeis fogo, e vos cingis com faíscas, andai entre as labaredas do vosso fogo, e entre as faíscas, que acendestes. Isto vos sobrevirá da minha mão, e em tormentos jazereis”.

Uma das tentações mais perigosas é que vamos ser tentados a acender o nosso próprio fogo na escuridão. Se Deus ordenou a escuridão, então temos de esperar em Deus. Nós nunca devemos ficar com a idéia de que a escuridão pode superar a luz. A escuridão não pode suportar a luz. A escuridão foge da luz. Se você não acredita que isso é verdade, então acenda a luz em um quarto escuro e abra o guarda-roupas. Você vai descobrir que a escuridão está escondida dentro do guarda-roupas! Se você estiver em uma sala iluminada, a escuridão não pode superar a luz. A escuridão jamais pode afugentar a luz. Você não pode abrir a porta da frente de sua casa e ficar no escuro estando a luz acesa no interior da casa. A única maneira da escuridão poder entrar é a luz ser apagada.

Portanto, se a luz foi removida das situações de sua vida, então Deus na sua sabedoria lhe permitiu estar na escuridão. Se foi Deus que permitiu a escuridão aparecer no seu caminho, então não seja tolo de acender seu próprio fogo. Em outras palavras, não tente pensar que é injusto o que Deus está fazendo. Um fogo artificial é enganoso. Deus diz que se nós acendermos o nosso próprio fogo, em meio a escuridão que Ele ordenou ou permitiu, então vamos sofrer.

Por exemplo, Deus disse a Abraão que ele e Sara teriam um filho. Deus deu uma promessa. No entanto, Deus não cumpriu essa promessa imediatamente. Abraão, no meio de sua escuridão de dúvida, criou o seu próprio fogo com Hagar. Ismael nasceu. Pense sobre o sofrimento que veio a Abraão e ao mundo porque ele não esperou em Deus em meio a escuridão. A escuridão chegou a sua vida? Você está esperando em Deus ou você está criando o seu próprio fogo?

CONCLUSÃO

Mesmo que você possa estar na escuridão agora, há um dia melhor por vir. “,,,ele desperta-me todas as manhãs; desperta-me o ouvido para que eu ouça como discípulo”. Is. 50.4b

Se você está na escuridão, então confie em Deus. Deus transformará cada lágrima em uma pérola, cada ferida em um aleluia, cada Calvário em uma Páscoa. “O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã” (Salmo 30:5). Um destes dias, Deus vai retirar as sombras da noite e substituí-las com as estrelas. Ele, então, abrirá a porta da manhã e inundará seu mundo com sua luz e amor. Você vai ver as coisas e conhecer a verdade que você nunca viu ou conheceu antes.

Há um dia melhor vindo para você. Está chegando o dia em que vamos sair do tempo para a eternidade e vamos ver a plenitude da glória de Deus. AMÉM!

003_O QUE FAZER PARA RECEBER O MILAGRE QUE PRECISO


TEXTO: Atos 3.1-10 – TEMA: O QUE FAZER PARA RECEBER O MILAGRE QUE PRECISO – 003
 Introdução 
Segundo uma pesquisa norte-americana (Newsweek), “84% dos americanos acreditam que Deus realiza milagres e, 48% afirmaram já ter presenciado ou experimentado algum milagre. Ainda segundo a pesquisa, “entre os americanos, 75% dos católicos, 81% dos evangélicos e 43% das pessoas sem religião, declararam que já pediram a Deus por um milagre”.
Para os judeus, todas as manifestações de Deus, na natureza e na história, eram para eles milagres, maravilhas (Sl 138,14; Jó 5,9).
O nosso Deus é o Deus dos milagres… no livro que nos conta a história de Jó, lemos isto: “Ele realiza maravilhas insondáveis, milagres que não se pode contar” (Jó 1.9).
Ele tem um milagre para cada vida aqui.  A grande questão, no entanto, é o que fazer para receber um milagre de Deus.
Eis alguns princípios para a nossa vida:
…o primeiro princípio é:
1-  NUNCA ACHE QUE DEUS SE ESQUECEU DE VOCÊ
Este homem, aqui do texto, tinha mais de quarenta anos e todos os dias era colocado na porta do templo.
Quantas vezes Jesus deve ter passado por este homem? …com freqüência, Jesus ia ao templo… então, aquele homem, por diversas vezes, presenciou Jesus curar os enfermos: os coxos, os cegos, os paralíticos… E disse-lhes: Está escrito: A minha casa será chamada casa de oração; mas vós a tendes convertido em covil de ladrões. E foram ter com ele no templo cegos e coxos, e curou-os. Mateus 21:13,14
Toda vez que aquele homem via Jesus curando aqueles doentes no templo, ele devia se encher de esperança… no entanto, a vez dele nunca chegava.
Por que? Jesus havia se esquecido dele?  Não! Deus nunca Se esquece de nenhum de nós… apenas não era ainda, o tempo de Deus agir.
No aparente silêncio, Deus está nos dizendo: “espere – o seu tempo ainda vai chegar… não Me esqueci de você”.
De fato, houve um dia em que Pedro e João foram ao templo e disseram para aquele coxo: “olha para nós, o dia do seu milagre chegou”. MINISTRAÇÃO…

…eis o segundo princípio:
2- NUNCA ESPERE POUCO DE DEUS
Se você estiver precisando de um milagre de Deus em sua vida, de uma intervenção de Deus urgente em sua vida, lembre-se de esperar grandes coisas de Deus.
O coxo pediu a Pedro e a João uma esmola… mas, o que é que Deus tinha para aquele homem?
Ah! Deus tinha para ele um grande milagre… Deus tinha para ele uma grande bênção: Deus tinha cura para ele!
Você nunca pode esperar pouco de Deus… porque Deus nunca tem pouca coisa para você… Deus tem muito e tem o melhor.
Por isso, se precisamos de um milagre de Deus, de uma intervenção de Deus, vamos abrir mão da nossa pouca expectativa…
 Talvez esse seja o nosso erro mais comum: imaginar que Deus abençoa extraordinariamente os outros e a nós não… não é verdade.
MINISTRAÇÃO… O nosso maior sonho, ainda é pouco, ainda é pequeno, diante do que Deus tem preparado nos dar.
…e o terceiro princípio é o seguinte:
3- NUNCA DEIXE DE DAR O PASSO DA  FÉ
O homem só foi curado quando resolveu agir com fé, estendendo a sua mão para Pedro. Quando a mão de Pedro tocou a mão do homem doente, seus os músculos e artelhos foram restaurados.
Sempre há um passo de fé precedendo um milagre.
A Bíblia revela isto em várias passagens:
>>> Naamã, por exemplo, precisou ir até o rio Jordão e mergulhar sete vezes nele (2 Reis, 5.14));
>>> O cego a quem Jesus curou: Tendo dito isto, cuspiu na terra, e com a saliva fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo. João 9:6,7
 >>> A viúva de Sarepta:  Porque assim diz o Senhor Deus de Israel: A farinha da panela não se acabará, e o azeite da botija não faltará até ao dia em que o Senhor dê chuva sobre a terra. E ela foi e fez conforme a palavra de Elias; e assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias. Da panela a farinha não se acabou, e da botija o azeite não faltou; conforme a palavra do Senhor, que ele falara pelo ministério de Elias. 1 Reis 17:14-16

Sempre há um passo de fé precedendo um milagre.

Ministração: 

  • DEUS NÃO SE ESCQUECEU DE VOCÊ – DEUS QUER FAZER GRANDES COISAS EM VOCÊ, POR VOCÊ E ATRAVÉS DE VOCÊ.
  • DÊ QUANTOS PASSOS DE FÉ FOREM NECESSÁRIOS POR QUE DEUS ESTÁ PRONTO PARA FAZER O MILAGRE EM QUALQUER ÁREA DE SUA VIDA: SEJA NO SEU CASAMENTO, NO SEU CARÁTER, NA VIDA DE SEUS FILHOS, NO SEU TRABALHO, NOS SEUS NEGÓCIOS…
  • O SEU MILAGRE CHEGOU, DÊ UM PASSO DE FÉ, ESTENDA A SUA MÃO E O MILAGRE ACONTECERÁ: CURA NA SUA FAMÍLIA, NAS SUAS FINANÇAS, NO SEU CORPO E MENTE, NO SEU MINISTÉRIO…
  • O MAIOR MILAGRE É O MILAGRE DA SALVAÇÃO, DÊ UM PASSO DE FÉ E RECEBA A JESUS CRISTO COMO SEU ÚNICO E SUFICIENTE SALVADOR.